18 de abril de 2009

MOVIMENTO SLOW FOOD QUER ESTIMULAR A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL.....


A tendência do slow food (comer sem pressa) na gastronomia aos poucos começa a ficar conhecida no Brasil. O movimento, que surgiu na Itália ainda na década de 1980 com o objetivo de fazer oposição ao fast food (lanche rápido) e à comida industrializada, além de resgatar o prazer de comer bem, também começa a seduzir por seu apelo sustentável e saudável.
Entre os preceitos do movimento, hoje já presente em 150 países, estão o resgate dos alimentos frescos, de preferência orgânicos, livres de pesticidas e hormônios.
O slow food preconiza também o respeito à sazonalidade do alimento: consumir morango em época de morango, por exemplo. E a valorização da culinária e dos ingredientes regionais. Na prática, cozinhar com o que se tem localmente, não apenas com ingredientes que viajam quilômetros para chegar à mesa e assim geram emissões de CO2 na atmosfera. Uma espécie de “desglobalização” da gastronomia.