Pular para o conteúdo principal

O que motiva as pessoas na hora de escolher os alimentos?...


Não ria ainda: cientistas descobriram que as pessoas escolhem as comidas pelo sabor.
Tal "descoberta", que parece equilibrar-se em uma tênue linha entre o óbvio e o ridículo, pode ajudar a elaborar melhores estratégias para o combate à obesidade e à indução de hábitos alimentares mais saudáveis.
As Dras. Sinéad e Mary McCarthy, das universidades de Dublin e Ulster, queriam saber se as campanhas que apregoam uma alimentação saudávelestão focando os alvos corretos.
Para isso elas estudaram não apenas os hábitos alimentares de 1.500 adultos, mas sobretudo as atitudes que levam essas pessoas a escolherem seus alimentos.
O que vale é o sabor
Estariam as pessoas se baseando nas recomendações médicas sobre comer bem?
Parece que não.
A pesquisa mostrou que o sabor é o item individual mais importante na escolha dos alimentos.
A saúde e a nutrição representam o segundo fator mais importante influenciando a escolha dos alimentos.
Somente uma pequena parcela dos consumidores relatou a preocupação com o peso e o humor como elementos que influenciam a escolha daquilo que vão comer.
Iniciantes e experientes
A pesquisa segmentou os participantes em três grupos, de acordo com os motivos que os levam a escolher sua alimentação: "iniciantes descompromissados", "adaptáveis a qualquer situação" e "experientes saudáveis".
A escolha dos alimentos pelos "iniciantes descompromissados" se dá pelo sabor e pela conveniência.
Aqueles que se adaptam às situações mostram a maior variação de fatores, mas o sabor é o mais comum dentre eles.
A maioria dos "experientes saudáveis" (46%) apontou "saúde e nutrição" como o elemento mais importante, muito acima do sabor.
Foco no sabor
As cientistas concluem que os fabricantes de alimentos saudáveis não podem basear a divulgação de seus produtos apenas no quanto eles farão bem à saúde das pessoas.
Para atingir a parcela da população que ainda não se preocupa tanto com a qualidade nutricional dos alimentos, o importante é ressaltar que esses alimentos são saborosos.
Fonte: Diário da Saúde

Postagens mais visitadas deste blog

Protocolo de Limpeza Intestinal...

O Protocolo de Limpeza Intestinal, é um manejo nutricional para a Modulação Intestinal e seu objetivo é promover injúria bacteriana. Ou seja, morte das bactérias por falta de nutrientes. A falta de proteína durante os 3 dias iniciais gera injúria nas proteobactérias, que não conseguem se multiplicar, tratando a SIBO e disbiose. 
É uma estratégia para equilibrar a microbiota intestinal criada pelo professor Murilo Pereira que colocou um propósito em cada alimento e suplemento incluído, lindo demais! Aprendemos na formação em Modulação Intestinal. Ela promove uma limpeza de intestino delgado e grosso, ao contrário do uso de laxantes por exemplo que limpa apenas o intestino grosso.
O manejo nutricional dura 15 dias, sendo os 3 primeiros os mais importantes e com maior restrição. Nestes dias, além da alimentação, a suplementação para Modulação da microbiota vai variar de acordo com cada paciente, se ele tem Resistência á Insulina ou Síndrome do Ovário Policístico, Síndrome do Intestino I…

Sorbet de frutas congeladas....

Esse calor de matar pede um sorvete !
Que tal fazer em casa uma versão saudável pra matar a vontade? Claro que um sorvete cheio de açúcar tem seu lugar e hora! Kkk Mas é preciso também ter estratégias para ter este prazer com mais frequência, por que não? .
Tenha sempre frutas congeladas! Este aí fiz de banana  e morango  e nada mais! Congele a banana bem madura, assim vai estar mais adocicada! Bata no liquidificador ou processador até ficar homogêneo. Aproveite!

Segundo estudo, consumo de refrigerante aumenta o risco de mortalidade...

Um estudo de coorte conduzido com 450.000 pessoas de 10 países da Europa entre janeiro de 1992 e dezembro de 2000 acabou de ser publicado no JAMA e concluiu que o consumo de 2 copos de refrigerante 🥤 diariamente com açúcar ou adoçante artificial aumenta o risco de mortalidade por várias causas!
O estudo verificou que as principais causas de morte encontradas foram por problemas circulatórios e doenças do trato digestivo.