1 de maio de 2012

Vitamina E da dieta protege contra muitos tipos de câncer, mas não na forma de suplementos...



Na próxima vez que tiver que escolher entre um óleo vegetal e margarina para aquela sua receita favorita, pense na sua saúde e prefira o óleo.

Enquanto a questão de saber se a vitamina E impede ou promove o câncer tem sido amplamente debatido em revistas científicas e na mídia, os cientistas do Center for Cancer Prevention Researchde Nova Jersey, acreditam que as duas formas de vitamina E - gama e delta-tocoferóis - encontrados na soja, canola, milho, e castanhas são capazes de prevenir câncer de cólon, pulmão, mama e próstata.

"Há estudos que sugerem que a vitamina E na verdade, aumenta o risco de câncer e diminui a densidade óssea", diz Yang, diretor da pesquisa. "Nossa mensagem é que a forma tocoferol gama da vitamina E, a forma mais abundante dessa vitamina na alimentação, e o tocoferol delta, encontrado em óleos vegetais, são benéficos na prevenção do câncer, em contrapartida a forma alfa, mas comumente usada em suplementos, não traz benefícios".

Essas constatações foram feitas a partir tanto de estudos com animais de laboratório quanto de dados epidemiológicos humanos, com o objetivo de traçar uma conexão entre vitamina E e câncer.

Foram realizados estudos animais para câncer de cólon, pulmão, mama, próstata e descobriram que as formas de vitamina E em óleos vegetais, gama e delta-tocoferóis, evitam a formação e crescimento do câncer em modelos animais.

É por isso que, Yang ressalta a importância de distinguir entre as diferentes formas de vitamina E e conduzir mais pesquisas sobre seus efeitos preventivos para o câncer e outros efeitos biológicos.

"Para as pessoas que acreditam que precisam tomar suplementos de vitamina E," diz Yang, "o mais prudente é tomar uma mistura de todos os tipos de vitamina E que melhor imite aquela presente em uma dieta saudável."

Fonte: Traduzido de Medical News Today