4 de agosto de 2012

Alimentos que melhoram a memória e acalmam os concurseiros...



Com certeza a pressão de quem está estudando para concursos é enorme e o stress é um companheiro que pode atrapalhar e muito seu desempenho tanto nos estudos quanto nas provas. Então, que tal incluir alguns alimentos no seu cardápio que podem melhorar sua memória e de quebra acalmar os ânimos?

O baixo consumo de ácidos graxos poli-insaturados e de colina (micronutriente do complexo B) estão relacionados a esses sintomas. 

Encontrada na gema do ovo, a colina é precursora da fosfatidilcolina e está associada à melhora da depressão e da função cognitiva. Os ácidos graxos poli-insaturados regulam a energia no cérebro e auxiliam na agilidade da transmissão das informações entre as células. Uma noite de sono também é remédio para falta de memória de curto e médio prazo.

Acrescente à dieta: 3 ovos inteiros por semana e 1 punhado de grãos de soja ou 1 copo de bebida light à base de soja; 1 posta de salmão ou 3 colheres (sopa) de atum ou sardinha três ou quatro vezes por semana; 1 colher (sopa) de farinha de linhaça dourada misturada a frutas, sucos ou saladas. 

Açaí - Um açaí por dia ajuda a prevenir aquela tremedeira nas mãos nos momentos de tensão. Uma pesquisa da Universidade Federal do Ceará concluiu que a fruta amazônica, além de ser fonte de energia, contém antioxidantes naturais, como a vitamina C e os polifenóis.

Sálvia - Previne a quebra da acetilcolina, neurotransmissor envolvido na memória e no aprendizado. Pesquisadores ingleses da Universidade Northumbria mostraram que jovens que ingeriam óleo extraído da sálvia tinham um repertório de palavras melhor.

Ervilha Torta - Contém ferro e ácido fólico, essenciais para manter o cérebro afiado. Um estudo da Universidade da Pensilvânia, nos EUA, verificou que mesmo uma pequena deficiência de ferro talvez prejudique a memória. Mas quando os níveis são restabelecidos o desempenho nos testes melhora. A publicação Neuroepidemiology, por sua vez, mostrou uma relação entre baixos índices de ácido fólico e queda no desempenho cognitivo. O ácido fólico reduz o aminoácido homocisteína, que em excesso prejudica a atividade cerebral.

E nunca é demais lembrar que você deve se alimentar a cada 3 horas para que seu cérebro tenha combustível, senão os estudos não rendem. Saco vazio não para em pé nem memoriza nada direito!