Pular para o conteúdo principal

Maus hábitos alimentares e stress, uma combinação perigosa!



Problemas no ambiente de trabalho, responsabilidades familiares etc são exemplos do cotidiano que nos deixam irritados. Ônibus atrasado, cliente chato e barulho excessivo contribuem para nos levar a situações-limite. O famoso estresse se dá por uma reação do organismo na tentativa de manter o equilíbrio.
O estresse pode tomar diferentes formas e gerar doenças. Os sintomas mais comuns são dor de cabeça, tristeza, depressão, ansiedade e irritabilidade. Falta de energia, dificuldade de concentração e insônia também costumam aparecer em pessoas estressadas.
Ele também pode piorar problemas de saúde já existentes, pois o corpo fica mais vulnerável à doenças provocadas pelo estresse excessivo, como gripes, gastrite, doenças dermatológicas e hipertensão. 
Maus hábitos alimentares podem agravar ou predispor o organismo ao estresse. Por outro lado, uma alimentação equilibrada pode amenizar e prevenir problemas como:
• Constipação;
• Diarréia;
• Comer demais ou não comer;
• Ganho ou perda de peso;
• Problemas no coração
• Pressão alta.
Além de comer os alimentos certos, é preciso saber o que evitar. A ingestão de açúcar e cafeína em excesso dispara reações desordenadas no organismo. Recomenda-se diminuir a ingestão de alimentos ricos em gordura saturada, pois são de difícil digestão e interferem na atividade neural. Chocolate, chá preto, café, refrigerantes de cola, bebidas alcoólicas, frituras e doces são bombas que podem desencadear ainda mais estresse. Praticar exercícios físicos ajuda a relaxar, além de fazer bem à saúde.
Para aliviar os sintomas do estresse, é indicado o consumo de alimentos, como vegetais folhosos, laranja, castanha-do-pará, peixes e frutos do mar.
Alface: possui lactucina, que atua como calmante; 
Espinafre e brócolis: contêm potássio e ácido fólico, que garantem o bom funcionamento do sistema nervoso;
Peixes e frutos do mar: diminuem o cansaço e a ansiedade, pois contêm zinco e selênio que agem diretamente no cérebro;
Laranja: relaxante muscular natural, ajuda a combater o estresse e prevenir a fadiga. Possui substâncias hidratantes e é rica em vitamina C, cálcio e vitaminas do Complexo B;
Castanha-do-pará: melhora sintomas de depressão, por conter selênio, um agente antioxidante.

Postagens mais visitadas deste blog

Protocolo de Limpeza Intestinal...

O Protocolo de Limpeza Intestinal, é um manejo nutricional para a Modulação Intestinal e seu objetivo é promover injúria bacteriana. Ou seja, morte das bactérias por falta de nutrientes. A falta de proteína durante os 3 dias iniciais gera injúria nas proteobactérias, que não conseguem se multiplicar, tratando a SIBO e disbiose.  É uma estratégia para equilibrar a microbiota intestinal criada pelo professor Murilo Pereira que colocou um propósito em cada alimento e suplemento incluído, lindo demais! Aprendemos na formação em Modulação Intestinal. Ela promove uma limpeza de intestino delgado e grosso, ao contrário do uso de laxantes por exemplo que limpa apenas o intestino grosso. O manejo nutricional dura 15 dias, sendo os 3 primeiros os mais importantes e com maior restrição. Nestes dias, além da alimentação, a suplementação para Modulação da microbiota vai variar de acordo com cada paciente, se ele tem Resistência á Insulina ou Síndrome do Ovário Policístico, Síndrome

Bom dia!

É gente, o tempo não está correndo, está voando...O FINAL DO ANO ESTÁ CHEGANDO!! Faltam 10 segundas-feiras para darmos bom dia para 2020 e mais que isso, nós vamos virar a década!! Está na hora de começar a fazer planos, revisões, reflexões, mudanças programadas pro próximo ano e por aí vai. Por que você não começa HOJE a se planejar e se preparar? E a fazer mudanças que podem acontecer ainda em 2019? Instalar pequenos hábitos saudáveis na sua rotina ou até mesmo fazer alguma mudança mais importante que estava programada desde o ano passado e ainda não saiu do papel? Então, vamos lá! Aproveite o início da semana para fazer recomeços ou novos começos!

Dia mundial do Diabetes...

O Diabetes é a mais comum das doenças não transmissíveis com elevada prevalência e incidência crescente. Atinge já cerca de 415 milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil, estima-se que em 2040 haja um aumento para 642 milhões de pessoas atingidas pela doença. O número de brasileiros diagnosticados com Diabetes cresceu 61.8% nos últimos 10 anos e atinge atualmente quase 13 milhões de brasileiros. Para conscientizar e lembrar sobre a importância da prevenção da doença, a Organização Mundial da Saúde criou o Dia Mundial da Diabetes, desde 1991. A data, 14 de novembro, foi escolhida por ser o aniversário de Frederick Banting, o médico que juntamente com o seu colega, Charles Best, conduziu as experiências que levaram à descoberta da Insulina em 1921. Hábitos saudáveis de vida e alimentação equilibrada são essenciais no tratamento e prevenção do Diabetes.  A Nutrição promove um controle não apenas glicêmico, mas restabelece o equilíbrio fisiológico, promovendo uma mel