29 de novembro de 2012

Menopausa não provoca aumento de peso, mas sim de gordura abdominal...


Ao contrário do que muitos acreditam, a menopausa não causa um aumento de peso, mas sim da gordura acumulada em torno da cintura, concluiu um estudo feito por especialistas da Sociedade Internacional da Menopausa (IMS, sigla em inglês). De acordo com a pesquisa, as alterações hormonais que ocorrem com a menopausa, ou seja, a queda dos níveis de estrogênio, alteram a forma como o corpo armazena gordura nos quadris e na cintura.

O estudo foi publicado nesta semana no periódico Climacteric em ocasião da proximidade com o Dia Internacional da Menopausa, que ocorre em 18 de outubro. Os resultados do trabalho sugerem que a crença de que a menopausa necessariamente provoca o ganho de peso é falsa.
"Na realidade, isso é apenas uma consequência dos fatores ambientais e do envelhecimento. Mas não há dúvida de que o aumento da massa abdominal do qual muitas mulheres se queixam na menopausa é real", diz Susan Davis, professora da Universidade de Monash, na Austrália, e uma das autoras da pesquisa.
As conclusões da pesquisa são baseadas em uma revisão de estudos sobre o tema realizados entre 1966 e 2012. Segundo esses trabalhos, as mulheres ganham, em média, 0,5 quilo por ano a partir dos 50 anos, mas apresentam um rápido aumento da gordura abdominal no terceiro ano depois da menopausa. As mesmas mudanças são observadas entre as mulheres de diferentes regiões do mundo.
O acúmulo de gordura abdominal, porém, também representa riscos à saúde, como o aumento do risco de diabetes e especialmente de doenças cardiovasculares, principal causa de morte entre as mulheres na pós-menopausa. "As mulheres devem controlar seu peso antes que ele se converta num problema, e se não se preocuparem com isso antes da menopausa, devem fazê-lo quando esse período chegar, ou seja, cuidando da alimentação e praticando atividade física", recomendou o presidente da IMS, Tobie de Villiers.
Fonte: Revista VEJA