Pular para o conteúdo principal

Sobre as mentiras que a balança conta....




Quem nunca subiu numa balança esperando que o “peso” mostrado por ela seja o menor possível? Frequentemente nos pesamos de olho no número que vai aparecer no visor digital, embora ele esteja longe de ser um parâmetro confiável para avaliar a situação da sua saúde e o sucesso do seu treino. “Perder peso”, embora seja o que a maioria dos praticantes amadores de esporte persegue, é um termo incorreto que minimiza algo bem mais complexo do que parece.

Mesmo o Índice de Massa Corporal, o famoso IMC, obtido por uma fórmula que avalia estatura e peso, pode levar a classificações incorretas. É possível apresentar IMC baixo, por exemplo, mas com porcentagem de massa gorda considerável – e vice-versa.
O corpo é basicamente constituído por gordura (massa gorda), ossos e músculos (massa magra). Quando determina o seu peso, a balança tradicional não discrimina quanto dele é formado por massa magra e quanto se deve à massa gorda. Consequentemente, não nos informa se o ganho ou a perda de peso são preocupantes ou benéficos. Confira dois casos reais que ilustram a questão:
Caso 1 – Uma praticante de musculação vinha exagerando nos treinos e não seguia orientação nutricional. Após ser reavaliada em termos de composição corporal, percebemos que sua massa gorda aumentara 1,2kg, enquanto sua massa magra diminuíra 1,4kg. Em outras palavras, ela até perdeu peso, mas sua composição corporal piorou.
Caso 2 – Um homem mais velho que havia ficado sedentário por anos decidiu adotar um programa de atividade física. Nós o avaliamos na primeira semana de treinos e repetimos o processo após três meses . Resultado: seu peso aumentou 1,2 kg. A massa gorda, porém, havia reduzido em 900 gramas. Perplexo, este aluno perguntou: “Como posso ter ganhado peso, se estou fazendo tudo direito?” A explicação é simples: ele ganhou 2,1 kg de massa magra.
Os dois casos mostram como a balança pode “mentir” para você. No primeiro caso, se fosse o único parâmetro para acompanhar a evolução dos programas, a praticante teria sido levada a acreditar que estava no caminho certo. E não estava. Já no segundo, o aluno teria ficado desestimulado, achando que estava engordando por conta dos exercícios. O que também não era verdade.
Fica então a dica: esqueça um pouco o número registrado pela balança e faça uma análise da sua composição corporal para saber se você está perdendo peso corretamente.

Por Renato Dutra/Revista Veja

Postagens mais visitadas deste blog

Protocolo de Limpeza Intestinal...

O Protocolo de Limpeza Intestinal, é um manejo nutricional para a Modulação Intestinal e seu objetivo é promover injúria bacteriana. Ou seja, morte das bactérias por falta de nutrientes. A falta de proteína durante os 3 dias iniciais gera injúria nas proteobactérias, que não conseguem se multiplicar, tratando a SIBO e disbiose.  É uma estratégia para equilibrar a microbiota intestinal criada pelo professor Murilo Pereira que colocou um propósito em cada alimento e suplemento incluído, lindo demais! Aprendemos na formação em Modulação Intestinal. Ela promove uma limpeza de intestino delgado e grosso, ao contrário do uso de laxantes por exemplo que limpa apenas o intestino grosso. O manejo nutricional dura 15 dias, sendo os 3 primeiros os mais importantes e com maior restrição. Nestes dias, além da alimentação, a suplementação para Modulação da microbiota vai variar de acordo com cada paciente, se ele tem Resistência á Insulina ou Síndrome do Ovário Policístico, Síndrome

Bom dia!

É gente, o tempo não está correndo, está voando...O FINAL DO ANO ESTÁ CHEGANDO!! Faltam 10 segundas-feiras para darmos bom dia para 2020 e mais que isso, nós vamos virar a década!! Está na hora de começar a fazer planos, revisões, reflexões, mudanças programadas pro próximo ano e por aí vai. Por que você não começa HOJE a se planejar e se preparar? E a fazer mudanças que podem acontecer ainda em 2019? Instalar pequenos hábitos saudáveis na sua rotina ou até mesmo fazer alguma mudança mais importante que estava programada desde o ano passado e ainda não saiu do papel? Então, vamos lá! Aproveite o início da semana para fazer recomeços ou novos começos!

Dia mundial do Diabetes...

O Diabetes é a mais comum das doenças não transmissíveis com elevada prevalência e incidência crescente. Atinge já cerca de 415 milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil, estima-se que em 2040 haja um aumento para 642 milhões de pessoas atingidas pela doença. O número de brasileiros diagnosticados com Diabetes cresceu 61.8% nos últimos 10 anos e atinge atualmente quase 13 milhões de brasileiros. Para conscientizar e lembrar sobre a importância da prevenção da doença, a Organização Mundial da Saúde criou o Dia Mundial da Diabetes, desde 1991. A data, 14 de novembro, foi escolhida por ser o aniversário de Frederick Banting, o médico que juntamente com o seu colega, Charles Best, conduziu as experiências que levaram à descoberta da Insulina em 1921. Hábitos saudáveis de vida e alimentação equilibrada são essenciais no tratamento e prevenção do Diabetes.  A Nutrição promove um controle não apenas glicêmico, mas restabelece o equilíbrio fisiológico, promovendo uma mel