Pular para o conteúdo principal

Extrato de soja e cogumelo combate metástase...



Um composto natural, facilmente encontrado em lojas de produtos naturais, é capaz de aumentar a expectativa de vida de pacientes com câncer de próstata.
O composto é o polissacarídeo combinado com genisteína, ou PCG.
O PCG é extraído da soja e do cogumelo shiitake.
Os pesquisadores descobriram que a genisteína e a daidzeína, ambas substâncias presentes no PCG, ajudam a bloquear um mecanismo-chave usado pelas células tumorais do câncer de próstata para sobreviverem sob baixos níveis de testosterona.
Terapia de privação de andrógeno
Baixar o nível de testosterona, um tratamento conhecido como terapia de privação de andrógeno, há muito tempo é o tratamento padrão para pacientes com metástase do câncer de próstata.
A testosterona é um andrógeno, o termo genérico para qualquer composto que estimula ou controla o desenvolvimento e manutenção das características masculinas.
Infelizmente, a taxa de sucesso dessa terapia é muito baixa, o mesmo acontecendo com a expectativa de vida dos pacientes com metástase do câncer de próstata.
Terapia complementar
A Dra Paramita Ghosh e seus colegas da Universidade da Califórnia em Davis (EUA) descobriram que o composto natural PCG impede que as células tumorais resistam à terapia de privação de andrógeno, aumentando a eficácia do tratamento.
O estudo mostrou que, quando os níveis de andrógeno caem, as células tumorais eliminam uma proteína conhecida como filamina A, que normalmente fica ligada ao receptor de andrógeno no núcleo da célula - é esse receptor que controla o crescimento das células.
Quando a filamina A deixa o núcleo celular, aquela célula passa a ser capaz de sobreviver sem o andrógeno, essencialmente tornando o câncer incurável.
Os pesquisadores afirmam que sua descoberta permitirá usar o PCG como uma terapia complementar sem efeitos colaterais, que ajudará a aumentar a eficácia do tratamento medicamentoso tradicional.
Fonte: Diário da Saúde

Postagens mais visitadas deste blog

Ainda dá tempo!

Bom dia, segunda! ☀️

Mais uma oportunidade de fazermos uma semana diferente!
Mais uma chance de recomeçar!
Quem não recomeça depois do tropeço, nunca chega lá!

Não desista! O ano ainda não acabou!
Dá sim pra gerar mudanças!
Dá sim pra terminar o ano bem melhor!
Confie em você! Comece agora!

Bora?! 🌿💚🍃

Última chamada!!!! Projeto verão 2019....

Vai chegando esta época do ano, começam as preocupações com as festas de final de ano, as férias, praia, verão! Pois é, para àqueles que não estão no seu projeto Verão 2019 desde o começo do ano, ainda é possível modificar muita coisa, seja nos hábitos alimentares, seja no seu corpo.

Conte com nossos Programas Exclusivos para chegar no verão com hábitos alimentares mais saudáveis e com mudanças expressivas em seu organismo.

Como todos os anos, iniciamos estas chamadas semanalmente para lembrar que no final do ano entramos em recesso dia 15/12 e retomamos nossas atividades na segunda semana de janeiro. Então não perca tempo e não faça da melhoria de hábitos alimentares, mais uma promessa de ano novo! Aproveite para agendar sua consulta e garanta seu Plano Alimentar para finalizar bem o ano e iniciar o ano novo com o pé direito!

Alimentos x Herpes

Um questionamento que faz parte da minha consulta é: “você tem herpes?” Muitas vezes isso gera estranheza! 🤔O que isso tem a ver com a alimentação? Muita coisa!! . . Por exemplo, a arginina, é um aminoácido que estimula a replicação do vírus e aumenta a frequência das crises. Alguns alimentos fonte de arginina: castanhas 🌰 aveia, granola, gérmen de trigo 🌾 amendoim 🥜 chocolate 🍫 coco 🥥milho 🌽 uva 🍇 trigo 🌾  MAS, a noz pecã e o pistache são nuts com uma menor quantidade de arginina. Então se você, assim como eu, possui o vírus e quer deixar ele quieto, mas adora a praticidade das castanhas, elas são as melhores opções! . Logicamente, se o consumo for pontual e sem excessos, você pode se dar bem com as castanhas e elas não serem gatilhos para crises! . . A lisina, que também é um aminoácido, ajuda a conter a replicação do vírus antes da lesão se manifestar na pele. A lisina é importante porque inibe a ação da arginina, evitando a replicação do vírus da herpes.  A lisina está p…