27 de fevereiro de 2014

Anvisa proíbe a venda de 20 tipos de Whey Protein...


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária vai proibir a venda e a distribuição de 20 suplementos com Whey Protein. Os produtos são de 14 fabricantes diferentes. A decisão foi tomada após a autarquia confirmar irregularidades entre a quantidade real de carboidratos e proteínas contidas no produto era diferente do publicado na embalagem. A suspensão dos suplementos será publicada amanhã no Diário Oficial da União (DOU).

A disparidade entre as composições dos produtos é considerada fraude contra o consumidor. A agência também percebeu que havia soja nos produtos que não eram declaradas no rótulo. De acordo com a agência, isso pode acarretar em risco à saúde das pessoas que têm alergia ao alimento.

Dos 20 produtos que apresentaram irregularidades, 19 tinham carboidratos superiores aos declarados no lote e um deles apresentou uma quantidade inferior. As empresas fabricantes serão autuadas e podem sofrer uma série de sanções, entre elas o pagamento de uma multa que pode variar de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão. A Anvisa pede que os consumidores que identificarem os produtos a venda entrem em contato com a vigilância sanitária de seu município ou estado porque os suplementos não podem ficar expostos.

Confira a relação de produção que serão proibidos

- Super Nitro Whey NO2 – American Line Suplements

- 3W – Fast Nutrition

- Whey Protein Optimazer – Cyberform

- Whey NO2 Pro Baunilha – Pro Corps

- Whey NO2 Pro – Pro Corps

- Whey 5W Pro – Pro Corps

- Ultra Pure Whey+ Isolate Whey - Nutrilatina Age Superior

- Extreme Whey Protein - Solaris

- Extreme Whey Protein – Solaris

- 100% Ultra Whey – Ultratech Supplements

- Bio Whey Protein – Performance

- Peter Food – Whey NO2 + Creatine

- 100% Whey Xtreme – Pharma

- Super Whey 100% Pure – IntegralMedica

- Super Whey 3W – IntegralMedica

- Fisio Whey Concentrado NO2

- Designer Whey Protein

- Muscle Whey Proto NO2 - Neo Nutri

- Whey Protein 3W – DNA Design Nutrição Avançada

- Isolate Whey – Neo Nutri

Fonte: Correio Braziliense