Pular para o conteúdo principal

Comer peixe aumenta parcela boa do colesterol bom...


Aumentar a ingestão de peixes com alto teor de gordura aumenta o número de grandes partículas de HDL, o chamado colesterol bom.

São as grandes partículas de HDL que protegem contra as doenças cardiovasculares.

Para tirar proveito desse benefício, as pessoas devem consumir peixe em 3 a 4 refeições semanais, segundo pesquisadores da Universidade do Leste da Finlândia.

Há muito sabe que o consumo de peixe é benéfico para a saúde. No entanto, os mecanismos pelos quais as gorduras e outros nutrientes úteis encontrados nos peixes funcionam no corpo humano não são totalmente conhecidos.

Este novo estudo fornece novas informações sobre como o consumo de peixes afeta as concentrações e o tamanho das lipoproteínas que transportam os lipídeos no sangue.

Grandes partículas de HDL

As grandes partículas de HDL têm sido associadas com um risco reduzido de doenças cardiovasculares, ao passo que as pequenas partículas de HDL podem até ter efeitos opostos.

Observou-se que um elevado consumo de peixe aumenta o número de grandes partículas de HDL e moléculas de lipídeos contidas nessas partículas.

Estudos de base populacional têm mostrado que o colesterol HDL e grandes partículas de HDL são eficientes em arrancar o colesterol extra das paredes das artérias.

Os participantes do estudo comeram peixes gordos, como salmão, truta arco-íris, arenque e corégono branco.

Para maior rigor, os peixes foram preparados sem qualquer tipo de manteiga.

O estudo não permite saber se um efeito semelhante poderia ser observado com a ingestão de peixes mais magros.

Mas os peixes com pouca gordura podem ter outros benefícios à saúde, como redução da pressão arterial, o que foi observado em um estudo anterior feito pela mesma equipe.

Fonte: Diário da Saúde

Postagens mais visitadas deste blog

Protocolo de Limpeza Intestinal...

O Protocolo de Limpeza Intestinal, é um manejo nutricional para a Modulação Intestinal e seu objetivo é promover injúria bacteriana. Ou seja, morte das bactérias por falta de nutrientes. A falta de proteína durante os 3 dias iniciais gera injúria nas proteobactérias, que não conseguem se multiplicar, tratando a SIBO e disbiose. 
É uma estratégia para equilibrar a microbiota intestinal criada pelo professor Murilo Pereira que colocou um propósito em cada alimento e suplemento incluído, lindo demais! Aprendemos na formação em Modulação Intestinal. Ela promove uma limpeza de intestino delgado e grosso, ao contrário do uso de laxantes por exemplo que limpa apenas o intestino grosso.
O manejo nutricional dura 15 dias, sendo os 3 primeiros os mais importantes e com maior restrição. Nestes dias, além da alimentação, a suplementação para Modulação da microbiota vai variar de acordo com cada paciente, se ele tem Resistência á Insulina ou Síndrome do Ovário Policístico, Síndrome do Intestino I…

Sorbet de frutas congeladas....

Esse calor de matar pede um sorvete !
Que tal fazer em casa uma versão saudável pra matar a vontade? Claro que um sorvete cheio de açúcar tem seu lugar e hora! Kkk Mas é preciso também ter estratégias para ter este prazer com mais frequência, por que não? .
Tenha sempre frutas congeladas! Este aí fiz de banana  e morango  e nada mais! Congele a banana bem madura, assim vai estar mais adocicada! Bata no liquidificador ou processador até ficar homogêneo. Aproveite!

Segundo estudo, consumo de refrigerante aumenta o risco de mortalidade...

Um estudo de coorte conduzido com 450.000 pessoas de 10 países da Europa entre janeiro de 1992 e dezembro de 2000 acabou de ser publicado no JAMA e concluiu que o consumo de 2 copos de refrigerante 🥤 diariamente com açúcar ou adoçante artificial aumenta o risco de mortalidade por várias causas!
O estudo verificou que as principais causas de morte encontradas foram por problemas circulatórios e doenças do trato digestivo.