22 de junho de 2014

Mel é mesmo mais saudável que açúcar? Entenda...



Já parou para pensar se o mel é mesmo mais saudável do que o açúcar como dizem por aí? Pois segundo Keith Kantor, nutricionista e autor do livro voltado para crianças The Green Box League of Nutritious Justice (A Caixa Verde da Liga da Justiça Nutritiva, em tradução literal), o doce ganha sim mais pontos diante da versão do açúcar que conhecemos. "Açúcar é açúcar e o mel é, em sua maior parte, açúcar", disse ao site The Huffington Post.

O especialista explica que o corpo transforma estes alimentos em glicose para usá-los como combustível e, quanto mais complexo for para o organismo chegar a esta substância, mais energia é necessária. O açúcar, por exemplo, é formado de 50% de glucose e 50% de frutose, substância muito fácil de ser quebrada, por isso a quantidade que o corpo não usa logo após a ingestão, nem no processamento, acaba sendo armazenado em forma de gordura. Por isso, doces engordam.

Outro benefício do mel é que ele é rico em oligoelementos, minerais encontrados no néctar das plantas das quais as abelhas se alimentam. Dependendo da região, é possível encontrar zinco, selênio e diversos tipos de vitaminas no doce.Já o mel é feito de 30% de glicose, menos de 40% de frutose e cerca de 20% de outros tipos de açúcares. Estes últimos fazem toda a diferença, já que são mais complexos e exigem do corpo mais energia para quebrá-los. Para fazer isso, o organismo usa mais calorias, o que diminui o excesso de glicose que é armazenado em forma de gordura.

No entanto, por ser um alimento a base de açúcar, pode fazer mal devido ao excesso, mas caso seja impossível ficar longe de um doce, prefira sempre o mel.

Fonte: Terra