Pular para o conteúdo principal

Gordura corporal envia mensagens para o cérebro...



Os efeitos da atuação do cérebro sobre outras partes do corpo são bastante óbvios.

Mas parece que esta é uma via de mão dupla.

Pesquisadores descobriram que a gordura corporal envia um sinal que afeta a maneira como o cérebro lida com o estresse e o metabolismo.

Embora a natureza exata desse sinal ainda dependa de mais estudos para ser desvendada, os pesquisadores afirmam que o simples fato de saber que essa rota existe poderá ajudar a quebrar um ciclo vicioso envolvendo estresse, alimentação e obesidade.

O estresse provoca o desejo de comer mais, o que pode levar à obesidade. E muita gordura extra pode prejudicar a capacidade do corpo de enviar um sinal para o cérebro para desligar a resposta ao estresse e eliminar o desejo de comer ainda mais.

Comunicação gordura-cérebro

Os resultados revelaram uma "rede de feedback" da gordura corporal para o cérebro: um receptor glicocorticoide no tecido adiposo afeta a maneira como o cérebro controla o estresse e o metabolismo.

Como a sinalização glicocorticoide é crucial para a regulação do eixo hipotálamo-hipófise-supra-renais, o tecido adiposo pode afetar diretamente as funções do sistema nervoso central que conectam obesidade, doença metabólica e problemas relacionados ao estresse.

Regulação do estresse

A descoberta é importante porque mostra que não é simplesmente o cérebro que comanda a forma como o corpo responde ao estresse, argumenta o professor James Herman, da Universidade de Cincinnati (EUA), cuja equipe publicou os resultados na revista Psychoneuroendocrinology.

"Ela mudou a nossa compreensão do controle do estresse, incluindo outras partes do corpo. Antes disso, todos pensavam que a regulação do estresse era coisa essencialmente do cérebro. Ela não ocorre apenas no cérebro. Este estudo sugere que a regulação do estresse ocorre em uma escala muito maior, incluindo os sistemas do corpo que controlam o metabolismo, como a gordura," disse Herman.

Agora a equipe pretende desvendar a natureza exata dessa rota de sinalização, de forma a interrompê-la para quebrar o ciclo vicioso estresse-comer mais-obesidade.

Fonte: Diário da Saúde

Postagens mais visitadas deste blog

Ainda dá tempo!

Bom dia, segunda! ☀️

Mais uma oportunidade de fazermos uma semana diferente!
Mais uma chance de recomeçar!
Quem não recomeça depois do tropeço, nunca chega lá!

Não desista! O ano ainda não acabou!
Dá sim pra gerar mudanças!
Dá sim pra terminar o ano bem melhor!
Confie em você! Comece agora!

Bora?! 🌿💚🍃

Última chamada!!!! Projeto verão 2019....

Vai chegando esta época do ano, começam as preocupações com as festas de final de ano, as férias, praia, verão! Pois é, para àqueles que não estão no seu projeto Verão 2019 desde o começo do ano, ainda é possível modificar muita coisa, seja nos hábitos alimentares, seja no seu corpo.

Conte com nossos Programas Exclusivos para chegar no verão com hábitos alimentares mais saudáveis e com mudanças expressivas em seu organismo.

Como todos os anos, iniciamos estas chamadas semanalmente para lembrar que no final do ano entramos em recesso dia 15/12 e retomamos nossas atividades na segunda semana de janeiro. Então não perca tempo e não faça da melhoria de hábitos alimentares, mais uma promessa de ano novo! Aproveite para agendar sua consulta e garanta seu Plano Alimentar para finalizar bem o ano e iniciar o ano novo com o pé direito!

Mindfulness....

Nossa mente é cheia de distrações. Estamos trabalhando e do nada começamos a pensar na lista do supermercado, que amanhã vence o condomínio e não esquecemos de dar aquela conferida no celular para não perder nenhuma notificação.
Focar a atenção em apenas uma tarefa é um desafio e a meditação mindfulness pode ser a resposta para se manter presente. 
A meditação mindfulness (atenção plena) tem como objetivo aumentar a calma e o relaxamento, melhorar o equilíbrio psicológico, a saúde e o bem-estar geral.
A prática, através da atenção plena na respiração, no corpo e no momento imediato aumenta a percepção das experiências que ocorrem no presente. 
A prática da meditação, seja qual for a técnica, desenvolve a habilidade de nos adaptarmos ao estresse, chamada de resiliência. Ser resiliente não significa não experimentar dificuldades, mas desenvolver a sua própria capacidade para voltar ao estado de homeostase apesar das dificuldades.
Dê uma chance para a meditação! Crie consciência no prese…