29 de março de 2014

Panqueca de tapioca...



Ingredientes:

2 colheres de sopa de goma hidratada para tapioca
1 ovo caipira
Sal rosa a gosto.

Modo de Preparo:


Frigideira quente antiaderente, doure dos 2 lados. Pode usar ervas a gosto, eu usei este Mrs. Dash.

27 de março de 2014

Proteína animal e cafeína podem ser "ladrões" de cálcio...



O cálcio é um mineral encontrado principalmente no leite e em seus derivados.

Ele é essencial para a boa saúde dos ossos e dos dentes e a falta dele no cardápio pode causar uma série doenças.

Mas o cálcio não interfere apenas na massa óssea. Ele atua também em outras funções do corpo humano, como contrações musculares e estruturas celulares.

"Até os 30 anos de idade, a gente constrói toda a massa óssea que leva para o resto da vida. É nesse período que o corpo absorve e acumula todo o cálcio que é ingerido. Não ingerir a quantidade recomendada predispõe ao surgimento de doenças ligadas à saúde óssea, como osteoporose, osteopenia e fraturas recorrentes nos idosos, entre outras comorbidades", explica o nutricionista Felipe Rizzeto.

A menopausa também é um período de maior perda óssea por conta da diminuição na produção do hormônio estrógeno; deste modo a oferta adequada de cálcio nesse período é fundamental para a manutenção do conteúdo mineral ósseo.

Ingestão recomendada de cálcio

A recomendação, segundo os estudos mais recentes, é de que até os 18 anos o consumo de cálcio varie de 700mg a 1.300mg por dia.

A partir dos 19 anos, o indicado é que se consuma de 1.000mg a 1.200mg diariamente.

"Para as gestantes, recomenda-se uma ingestão maior desse mineral por conta da formação do feto e também da fase de amamentação," alerta o nutricionista.

Absorção do cálcio

É importante lembrar que alguns alimentos dificultam a absorção do cálcio e aumentam a sua excreção pela urina, tais como proteína animal, cafeína e comidas ricas em carboidratos simples, como açúcares e farinha de trigo.

Outro risco é uma dieta rica em sal, que também descarta o cálcio do corpo.

Em contrapartida, alguns alimentos podem facilitar a absorção desse mineral no organismo.

"A principal delas é a vitamina D, que apesar do nome foi promovida à condição de hormônio há alguns anos. Ela participa ativamente do metabolismo do cálcio," explica o nutricionista.

Assim, para manter o corpo abastecido com vitamina D é importante tomar sol, já que estudos comprovam que suplementos de cálcio e vitamina D podem piorar a situação, em vez de melhorar.

Há ainda o magnésio que é um nutriente importante neste caso, e pode ser encontrado em frutas e verduras.

Fonte: Diário da Saúde

25 de março de 2014

Comer peixe aumenta parcela boa do colesterol bom...


Aumentar a ingestão de peixes com alto teor de gordura aumenta o número de grandes partículas de HDL, o chamado colesterol bom.

São as grandes partículas de HDL que protegem contra as doenças cardiovasculares.

Para tirar proveito desse benefício, as pessoas devem consumir peixe em 3 a 4 refeições semanais, segundo pesquisadores da Universidade do Leste da Finlândia.

Há muito sabe que o consumo de peixe é benéfico para a saúde. No entanto, os mecanismos pelos quais as gorduras e outros nutrientes úteis encontrados nos peixes funcionam no corpo humano não são totalmente conhecidos.

Este novo estudo fornece novas informações sobre como o consumo de peixes afeta as concentrações e o tamanho das lipoproteínas que transportam os lipídeos no sangue.

Grandes partículas de HDL

As grandes partículas de HDL têm sido associadas com um risco reduzido de doenças cardiovasculares, ao passo que as pequenas partículas de HDL podem até ter efeitos opostos.

Observou-se que um elevado consumo de peixe aumenta o número de grandes partículas de HDL e moléculas de lipídeos contidas nessas partículas.

Estudos de base populacional têm mostrado que o colesterol HDL e grandes partículas de HDL são eficientes em arrancar o colesterol extra das paredes das artérias.

Os participantes do estudo comeram peixes gordos, como salmão, truta arco-íris, arenque e corégono branco.

Para maior rigor, os peixes foram preparados sem qualquer tipo de manteiga.

O estudo não permite saber se um efeito semelhante poderia ser observado com a ingestão de peixes mais magros.

Mas os peixes com pouca gordura podem ter outros benefícios à saúde, como redução da pressão arterial, o que foi observado em um estudo anterior feito pela mesma equipe.

Fonte: Diário da Saúde

19 de março de 2014

Anvisa proíbe venda de lote do suplemento 100% Whey Protein...


Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial da União proíbe a distribuição e a comercialização, em todo o território nacional, do Lote 156/12 do produto Suplemento Proteico para Atletas, marca 100% Whey Protein, data de fabricação 02/12/2012, data de validade 02/12/2014, fabricado por Vulgo Suplementos Indústria de Alimentos Ltda.

De acordo com o texto, a decisão foi tomada levando em consideração laudo emitido pela Fundação Ezequiel Dias que apresentou resultado insatisfatório para ensaio de carboidratos, por ter sido detectada quantidade superior em mais de 20% ao valor declarado no rótulo do produto.

Fonte: O Globo

15 de março de 2014

Chocolate amargo combate a aterosclerose....


Uma nova pesquisa publicada na revista FASEB sugere que o consumo de chocolate amargo ajuda a restaurar a flexibilidade das artérias e evita que as células brancas grudem nas paredes dos vasos sanguíneos. Tanto a rigidez arterial quanto a adesão das células brancas do sangue são conhecidos fatores que desempenham um papel significativo na aterosclerose. Além disso, os cientistas também descobriram que o aumento do teor de flavonoides do chocolate escuro não alterou este efeito, só um pouco do sabor.

Os pesquisadores analisaram 44 homens de meia idade com excesso de peso ao longo de dois períodos de quatro semanas, enquanto eles consumiram 70 gramas de chocolate por dia. Os participantes do estudo receberam chocolate escuro ou especialmente produzidos com alto teor de flavonoides, ambos com teor de massa de cacau similar. Antes e depois de dois períodos de intervenção, os pesquisadores realizaram uma variedade de medições que são indicadores importantes da saúde vascular. Durante o estudo, os participantes foram aconselhados a se abster de certos produtos alimentares altamente energéticos para evitar ganho de peso.

O efeito que o chocolate escuro tem em nossos corpos está incentivado não só porque nos permite comer com menos culpa, mas também porque poderia abrir caminho para terapias que fazem a mesma coisa com resultados melhores e mais consistentes - disse Gerald Weissmann, editor chefe da revista FASEB. - Até a ‘droga chocolate escuro’ ser desenvolvida, no entanto, vamos ter que nos contentar com o que a natureza nos deu.

Fonte: O Globo

13 de março de 2014

Especiarias são alternativa saudável para conservação de alimentos...



Com a crescente demanda por alimentos efetivamente saudáveis, a indústria tem buscado alternativas, por exemplo, no campo dos conservantes.

A ideia é substituir os aditivos sintéticos por alternativas naturais, como o uso de antioxidantes provenientes de ervas e especiarias.

Um caminho para isso acaba de ser encontrado por Ana Paula Sichieri e Marisa Aparecida Regitano-d'Arce, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP.

As duas pesquisadoras analisaram o potencial de antioxidantes naturais extraídos de especiarias, que possam ser adicionados sob a forma de extratos hidroalcoólicos.

Elas analisaram extratos de cravo, canela e pimenta dedo-de-moça, que foram adicionados ao óleo de soja.

O óleo foi usado porque os lipídeos, compostos encontrados na maioria dos alimentos, podem se deteriorar pela oxidação, conhecida como ranço, provocando uma redução da
vida útil destes produtos, com perdas de parte de suas qualidades nutricionais, alteração do sabor, textura e até da cor.

Cravo e canela

Definidas as concentrações mais
eficientes dos extratos das especiarias, as amostras foram armazenadas em frascos de vidro e analisadas mensalmente para verificar a qualidade do óleo, medindo o índice de peróxido - o composto primário da oxidação-, índice de acidez e absortividade na faixa do ultravioleta (UV), para detectar se os extratos protegeram o óleo da oxidação lipídica.

"No final do experimento foram realizadas análises sensoriais com provadores treinados para avaliar se eles conseguiam diferenciar, por meio do exame olfativo, os óleos armazenados e o seu nível de deterioração," contou Ana Paula.

O estudo comprovou que, tanto para as análises físico-químicas quanto sensoriais, o cravo foi a especiaria que proporcionou ao óleo de soja maior proteção contra a oxidação lipídica, seguido da canela e, por fim, da pimenta dedo-de-moça.

"É importante frisar que o comportamento antioxidante varia conforme o produto em que ele foi adicionado. Há pesquisas na Dinamarca que evidenciam que o cravo é muito bom para emulsões em geral, porém para carnes a canela é a [melhor] opção," pondera Ana Paula.

Antioxidantes naturais

A pesquisadora afirma que o antioxidante natural prolonga a vida útil do alimento, mas que, em contrapartida, ainda não foi desenvolvido nenhum composto com extratos naturais que tenha efeito antioxidante tão bom quanto o sintético: "Por isso, pesquisas com antioxidantes naturais continuam sendo muito necessárias."

A pesquisadora disse ainda que as indústrias de alimentos já estão se mobilizando para a utilização de antioxidantes naturais devido à maior exigência dos consumidores em adquirir alimentos mais saudáveis: "Alguns antioxidantes sintéticos já estão proibidos no Canadá e na União Europeia e, no Brasil, o uso é controlado pelo Ministério da Saúde".

"Acredito que o processo estudado seja uma forma promissora de substituição dos antioxidantes sintéticos, tendo em vista que muitos países já proibiram ou restringiram a utilização deles na indústria alimentícia," concluiu ela.

Fonte: Diário da Saúde

11 de março de 2014

Você sabe o que significa "grão integral"?


Os supermercados e lojas especializadas estão cheios de produtos que prometem "grãos integrais".

Mas você sabe o que exatamente significa "grão integral"?

Se não sabe, não se assuste: até agora ninguém sabia.

Ou, pelo menos, cada um diz o que acredita ser válido, o que torna virtualmente impossível comparar os produtos em termos de teores nutricionais e calóricos.

A situação ficou tão constrangedora que a União Europeia criou um grupo de pesquisas, intitulado Healthgrain (grãos saudáveis), cujo objetivo principal era criar uma definição científica e comercialmente válida de grão integral.

A proposta de definição finalmente saiu, e foi publicada na edição deste mês da revista científica Food and Nutrition Research.

"Os supermercados são abastecidos com alimentos que se originam de muitos países diferentes. Quando você lê '25% de farinha de grãos integrais' em uma etiqueta de um produto, a mesma afirmação em um produto diferente pode significar algo muito diferente nutricionalmente. Se o uso desta definição for amplamente adotado, esta inconsistência poderá ser eliminada," disse Jan-Willem van der Kamp, que chefiou a equipe de várias universidades e institutos europeus.

Definição de grão integral
Grãos integrais consistem do núcleo intacto, moído, quebrado ou esfarelado após a remoção das partes não comestíveis, como a vagem e a casca. Os principais componentes anatômicos - endosperma amiláceo, gérmen e farelo - estão presentes nas mesmas proporções relativas que ocorrem no núcleo intacto. Pequenas perdas de componentes - isto é, menos do que 2% do grão/10% do farelo - que ocorrem por meio de métodos de processamento coerentes com segurança e qualidade são permitidos.

Endosperma, gérmen e farelo

O termo grão integral, ou grão inteiro, normalmente indica a inclusão de todos os três componentes do grão de cereal - endosperma (a maior parte do grão, que fornece principalmente amido), gérmen (compreende apenas uma pequena parte do grão, que é onde a brotação começa) e farelo (a camada externa protetora do grão, que é rica em fibras alimentares).

O problema é que ainda não havia uma especificação que ditasse o percentual ou a combinação precisa desses três componentes, uma vez que as técnicas de processamento afetam o valor nutricional da farinha resultante.

A nova definição lida com estas questões, detalhando grãos de cereais e pseudo-cereais (tais como a quinoa e o amaranto) e estabelecendo diretrizes de processamento que levem em conta as práticas de moagem atuais.

Fonte: Diário da Saúde

7 de março de 2014

Novo Guia Alimentar para a população brasileira...


O novo Guia Alimentar da População Brasileira, elaborado pelo Ministério da Saúde, pretende orientar os brasileiros sobre os cuidados com a saúde e como manter uma alimentação saudável e balanceada.

A recomendação principal é o consumo de alimentos frescos, de procedência conhecida e a adoção de uma dieta baseada sobretudo em alimentos frescos, ou in natura - não-industrializados - como carnes, verduras, legumes e frutas.

O manual também recomenda que as pessoas optem por refeições caseiras e evitem a alimentação em redes de fast food.

"O guia é uma fonte segura para orientar os brasileiros para uma alimentação saudável, com base em evidências científicas e com recomendações debatidas com diferentes especialistas e setores da sociedade", afirmou o ministro da Saúde, Arthur Chioro. "A intenção é promover a saúde da população e contribuir para a prevenção de doenças como a obesidade, diabetes e outras doenças crônicas relacionadas à alimentação", enfatiza.

Na hora de comer, comer

O novo guia orienta a desfrutar a alimentação, evitando assistir televisão, falar ao celular, ficar em frente ao computador ou executar atividades profissionais durante as refeições.

Outro destaque vai para o preparo da própria refeição, sempre que possível. "Precisamos resgatar e valorizar a culinária, planejar as nossas refeições, trocar receitas com amigos e envolver a família na elaboração das refeições. Isso pode até implicar dedicação de mais tempo, mas o ganho em saúde e na convivência é significativo," explica a coordenadora de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Patrícia Jaime.

O guia também recomenda a utilizar com moderação óleos, gorduras, sal e açúcar.

Produtos industrializados devem dar lugar aos alimentos in natura, sobretudo porque os produtos processados têm adição de grandes quantidades de sal ou açúcar, além de outros produtos químicos para conservar e dar sabor.
Exemplos de almoço conforme as preferências das diversas regiões brasileiras. [Imagem: Divulgação]


Orientações para uma alimentação saudável:

Fazer de alimentos naturais a base da alimentação
Usar óleos, gorduras, sal e açúcar com moderação
Limitar o uso de produtos prontos para consumo
Comer com regularidade e com atenção e em ambientes apropriados
Evitar fazer refeições sozinho
Fazer compras de alimentos em locais que ofertem variedades de alimentos frescos e evitar aqueles que só vendem produtos prontos para consumo
Desenvolver, exercitar e partilhar habilidades culinárias
Planejar o uso do tempo para dar à alimentação o espaço que ela merece
Dar preferência, quando fora de casa, a locais que servem refeições feitas na hora e evitar redes de fast food
Ser crítico quanto a informações, orientações e mensagens sobre alimentação veiculadas em propagandas comerciais

Diferenças entre alimento e produto alimentício
Alimentos in natura: são essencialmente partes de plantas ou de animais. Ex: carnes, verduras, legumes e frutas.

Alimentos minimamente processados: quando submetidos a processos que não envolvam agregação de substâncias ao alimento original, como limpeza, moagem e pasteurização. Ex: arroz, feijão, lentilhas, cogumelos, frutas secas e sucos de frutas sem adição de açúcar ou outras substâncias; castanhas e nozes sem sal ou açúcar; farinhas de mandioca, de milho de tapioca ou de trigo e massas frescas.

Produtos processados: são fabricados pela indústria com a adição de sal ou açúcar a alimentos para torná-los duráveis e mais palatáveis e atraentes. Ex: conservas em salmoura (cenoura, pepino, ervilhas, palmito); compotas de frutas; carnes salgadas e defumadas; sardinha e atum em lata, queijos e pães.

Produtos ultraprocessados: são formulações industriais, em geral, com pouco ou nenhum alimento inteiro. Contém aditivos. Ex: salsichas, biscoitos, geleias, sorvetes, chocolates, molhos, misturas para bolo, "barras energéticas", sopas, macarrão e temperos "instantâneos", "chips", refrigerantes, produtos congelados e prontos para aquecimento como massas, pizzas, hambúrgueres e nuggets.

Contribua

O manual foi elaborado com o apoio do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo (USP) e da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), ligada à Organização Mundial de Saúde (OMS).

A população poderá contribuir com a elaboração do novo guia, que encontra-se em consulta pública até o dia 7 de maio, acessando o endereço eletrônico www.saude.gov.br/consultapublica. As contribuições serão avaliadas pelo Ministério da Saúde e poderão constar do documento final.

Fonte: Diário da Saúde

5 de março de 2014

Dicas para uma Desintoxicação Pós-Carnaval...

 
 
A folia acabou! Não dizem por aí que o ano começa após o carnaval? Pois é, se 2014 para você começa agora após os excessos do carnaval, nada melhor que começar o ano com o pé direito e com o corpo limpinho, desintoxicado de tanta bebida alcoólica e alimentos e hábitos nada saudáveis.

Vamos às dicas para você desintoxicar seu organismo:

- Beba muita, muita, MUITA ÁGUA, principalmente se extrapolou a dose no álcool. Lembre-se a maior parte do seu organismo é constituída de água, se faltar, nada funciona como deveria.

- Tome chá verde, um excelente diurético e desintoxicante vai te auxiliar a eliminar aquele inchaço indesejado. Não gosta do sabor? Adicione fatias de limão, laranja, hortelã, capim cidreira para saborizá-lo. Outros chás com poder diurético são: alecrim, salsaparrilha e hortelã, mas o chá verde possui muitas propriedades benéficas além da desintoxicação, então seu consumo é importante.

- Nesta semana procure fazer refeições leves com ingredientes naturais para colocar seu metabolismo em dia. Aposte em sopas bem coloridas e que não sejam industrializadas. Faça saladas com uma boa variedade de legumes e verduras para repor vitaminas e minerais ao seu organismo. Carnes magras e grelhadas são uma boa pedida e nada de frituras e carnes gordurosas.

- Aposte no arroz integral, se não tem hábito de consumir os alimentos integrais é uma boa hora para iniciar seu consumo. Além de proporcionar mais saciedade por seu índice glicêmico ser menor, sendo um grande aliado no processo de emagrecimento, de brinde você leva mais nutrientes.

- Abuse das frutas! Com certeza você deve ser daqueles que come 1 fruta ao dia ou 1 por semana. Nada disso! Tente criar o hábito de consumir no mínimo 3 frutas ao dia. A dica que sempre dou ao meus clientes é fazer uma super salada de frutas, mas não aquela tradicional que só vai banana, maçã e mamão. Coloque laranja, kiwi, melão, pêra, maçã, manga, mamão, pique tudo e coloque na geladeira e vá servindo as porções nos lanches, café-da-manhã e leve com você uma porção para o trabalho, além de ser muito mais gostoso que uma fruta só você acaba ingerindo diversas vitaminas de uma vez só.

- Determine horários para as suas refeições. Eu sei que muitas vezes é difícil pela rotina de trabalho, etc, mas procure estabelecer horários para as refeições. Nosso corpo gosta de disciplina e estabelecer esta rotina alimentar evita que você fique beliscando, exagere nas refeições ou coma alimentos que não deve, como por exemplo alimentos fritos ou fast food.

- Se não consegue sozinho, procure ajuda! Tem pessoas que são bem organizadas e conseguem se disciplinar nas refeições, o que não é garantia de estar se alimentando corretamente, mas já é um começo. Acredito que é sempre interessante procurar um profissional para trocar uma ideia sobre seus hábitos alimentares. Muitas vezes as mudanças não são grandes, mas fazem toda diferença. E muitas vezes as mudanças precisam ser drásticas e por isso o suporte técnico de um profissional é importante para que você não desista no meio do caminho já que conseguimos buscar alternativas aos obstáculos.

- E por fim, mas não menos importante, é preciso enraizar o hábito do exercício físico, que além de melhorar a circulação, evitando retenção de líquidos, tem zilhões de benefícios, incluindo o emagrecimento e melhora da qualidade de vida.

Estas dicas são um incentivo para que você comece a colocar em prática suas resoluções de ano novo, e tenho certeza que melhorar seus hábitos alimentares, faz parte desta lista.

3 de março de 2014

Healthy Monday...

 
 
SEGUNDA SAUDÁVEL....

Semana começando e para quem já está com a ressaca do carnaval, e abusou do álcool ou da folia, hoje é dia de muita hidratação, alimentação leve e muito descanso.

A partir de quarta-feira, retomando as atividades normais reinicie seu programa alimentar com alguma mudanças que vão melhorar sua qualidade de vida. Precisa emagrecer ou melhorar sua qualidade de vida através de hábitos alimentares saudáveis? Conte conosco para mudar sua alimentação. Não dizem que o ano só começa depois do carnaval? Então comece o seu tomando uma atitude mais saudável!

Lembre-se: Toda segunda-feira é uma nova chance para que um estilo de vida saudável se reinicie. Faça da segunda-feira o dia em que você renova seu compromisso de viver uma vida mais saudável !!!

1 de março de 2014

Dicas para pular um carnaval saudável....

 
Carnaval é alegria, curtição e também ficar horas e horas pulando, suando, desidratando. Por isso é muito, muito importante jamais esquecer da hidratação, principalmente para aqueles que curtem as festas durante o dia ao ar livre naquele sol de rachar. Hidrate-se, tome água de coco e muita água para hidratar ainda mais se você estiver na companhia de bebidas alcoólicas, elas desidratam ainda mais, portanto, tome muita água intercalada com o álcool.

Independente do horário da sua festa, certeza é que você vai dançar, pular e não pode estar de estômago cheio, então nada de refeições pesadas antes de cair na folia. Prefira sanduíches integrais que vão te dar saciedade por um período maior, saladinha com grelhados, massas com molhos leves para dar energia para aguentar horas de folia.

De qualquer forma divirta-se, faça refeições leves, hidrate-se e não exagere nas bebidas alcoólicas!