27 de janeiro de 2016

Carboidratos refinados aumentam o risco de depressão, segundo estudo....



O consumo de carboidratos refinados pode aumentar o risco de depressão entre as mulheres, sobretudo depois da menopausa. É o que diz um estudo publicado recentemente no periódico cientifico American Journal of Clinical Nutrition.

Pesquisadores da Universidade Columbia, nos Estados Unidos, analisaram os registros de mais de 70.000 mulheres que participaram de iniciativas do Instituto Nacional para a Saúde da Mulher, entre 1994 e 1998. Os dados incluíam informações sobre diagnóstico prévio de depressão, tipos de carboidratos consumidos e índice glicêmico (escala que mede com que velocidade os carboidratos são quebrados nos açúcares absorvidos pelo corpo).

Os estudiosos descobriram que quanto mais as mulheres consumiam açúcares e grãos refinados, maior era o risco de desenvolver depressão. Já aquelas que mantinham uma dieta com maior ingestão de fibras, grãos integrais, vegetais e frutas, corriam menos risco.

De acordo com os autores do trabalho, os alimentos refinados, como pão branco, massa e arroz branco e açúcar, desencadeiam uma resposta no corpo que leva a um aumento brusco da glicemia, seguido de sua queda. A oscilação aumenta ainda mais o desejo de consumir esse tipo de alimento. Tal mecanismo acaba, enfim, desgastando o sistema nervoso, o que pode levar à depressão.

Por isso, alimentos integrais, que liberam energia lentamente no corpo, garantem a manutenção de uma quantidade constante de energia -- e, consequentemente, um risco menor do surgimento de doenças. "Nossa descoberta sugere que intervenções dietéticas poderiam servir como tratamento e medida preventiva para depressão", disse James Gangswisch, professor da Universidade Columbia e coautor do estudo.

26 de janeiro de 2016

Contribuição para a Revista Suplementação..


Na Revista Suplementação deste mês tem contribuição nossa na reportagem sobre hortifruti ! A revista está nas bancas de todo Brasil!

20 de janeiro de 2016

Comer pimenta ajuda a viver mais....



Comer pimenta e outros alimentos com gosto "quente" e picante pode ajudar a viver mais.

Dados da equipe do Dr. Lu Qi, um epidemiologista da Universidade de Tulane (EUA) vêm dar suporte a estudos anteriores, que mostraram que pimentas específicas, como a malagueta, podem ajudar a viver mais.

Acredita-se que alguns ingredientes ativos nas pimentas, como a capsaicina, ajudam a proteger o corpo humano contra doenças, ainda que haja riscos no consumo excessivo de pimenta.

Efeitos benéficos

"Mesmo entre aquelas [pessoas] que consumiram alimentos picantes com menos frequência, os efeitos benéficos podem ser observados," garante o Dr. Qi, que estudou mais de 500.000 adultos chineses ao longo de sete anos.

Os resultados indicaram que os participantes que ingerem alimentos condimentados com pimenta todos os dias reduzem seu risco de morte prematura em 14% em comparação com as pessoas que comem pimenta menos de uma vez por semana.

"Mesmo entre aquelas [pessoas] que consumiram alimentos picantes com menos frequência [um ou dois dias por semana], os efeitos benéficos podem ser observados. De fato, um aumento moderado dos alimentos picantes pode beneficiar" a saúde, disse Qi.

Capsaicina

O principal ingrediente ativo das pimentas identificado até agora pelos cientistas é a capsaicina.

Estudos mostram que capsaicina diminui o apetite, podendo reduzir o risco de obesidade e oferecer propriedades antibacterianas - a pimenta malagueta é a fonte de uma nova geração de analgésicos, por exemplo.

A substância parece também ajudar a proteger contra diabetes, doenças cardiovasculares, câncer e outras condições, além de reduzir as inflamações, a pressão arterial e o estresse oxidativo.

O estudo foi publicado no British Medical Journal.

Fonte: Diário da Saúde

Um café da manhã rico em proteínas ajuda a emagrecer...



Tomar um café da manhã superproteico ajuda a perder e controlar o peso, além de melhorar o controle glicêmico. É o que diz um estudo publicado recentemente no periódico científico International Journal of Obesity.

O estudo, realizado por pesquisadores da Universidade do Missouri, nos Estados Unidos, comparou os benefícios de café da manhã tradicional, composto por leite e cereais, com um superproteico -- além do leite, composto por ovos, carne magra e iogurte.

Para isso, foram recrutados 28 jovens com sobrepeso e que não tinham o hábito de tomar café da manhã. Eles foram divididos em três grupos: o primeiro manteve o hábito de pular a refeição e o segundo passou a tomar o café da manhã tradicional, com cerca de 13g de proteína. Já o terceiro deveria fazer uma refeição superproteica (com cerca de 35g da substância). As refeições duraram três meses.

Os resultados mostraram que o grupo que passou a tomar um café da manhã rico em proteína reduziu o consumo de calorias durante o restante do dia. Além disso, o nível de glicose entre eles mostrou-se mais estável.

O grupo que tomava um café da manhã rico em proteínas passou a consumir 400 calorias a menos por dia. Mantiveram-se saciados por mais tempo, portanto. A digestão e absorção das proteínas é mais lenta do que outros nutrientes e o organismo se mantêm satisfeito por mais tempo.

O estudo foi feito com jovens, mas vale para os mais velhos. De acordo com Heather Leidy, principal autora do estudo, é na adolescência que geralmente se estabelecem os hábitos alimentares. E a maioria gosta de pular a etapa do café da manhã.

Fonte: Revista Veja

15 de janeiro de 2016

Leite de Amêndoas...



Ingredientes:

1 xícara de amêndoas laminadas
3 xícaras de água filtrada

Modo de Preparo:

Deixar de molho 1 xícara de amêndoas laminadas por 6 horas. Lavar bem e bater no liquidificador com 3 xícaras de água mineral ou filtrada. Caso você queira um rendimento maior pode bater com 4 xícaras.
Coe numa peneira fina ou em um pano. Aperte bem para extrair todo o leite. Com o resíduo você pode fazer farinha de amêndoas, usar em cookies, com frutas ou fazer uma ricota vegana.

Gostou da receita? Então nos siga no Instagram @dracristianespricigo e veja em primeira mão! 

13 de janeiro de 2016

Beber água antes das refeições ajuda a emagrecer, segundo estudo...



Beber aproximadamente 500 ml de água antes de cada refeição ajuda a emagrecer. É o que diz um estudo publicado recentemente no periódico científico Obesity.

No estudo, 84 homens obesos foram monitorados durante 12 semanas. Os voluntários foram divididos em dois grupos: o primeiro foi orientado a beber o equivalente a cerca de copos de água antes das refeições, enquanto o segundo deveria apenas imaginar o estômago cheio antes de se sentar para comer.

Os resultados mostraram que os participantes do grupo que bebeu água perderam, em média, 1,3 kg a mais do que aqueles que não ingeriram o líquido.

Para Amanda Daley, líder do estudo e pesquisadora na Universidade de Birmingham, na Inglaterra, a água é eficaz porque ajuda a encher o estômago, com isso, a aumentar a saciedade.

"Beber alguns copos de água, 30 minutos antes de uma refeição dá tempo para você se sentir mais satisfeita. A pessoa não só come menos, como passa a escolher alimentos mais leves", disse Amanda à revista americana Time.

Os pesquisadores ressaltam que, para perder peso de forma saudável é preciso aliar a ingestão de água a uma alimentação balanceada e à pratica de atividade física.

Fonte: Diário da Saúde

11 de janeiro de 2016

Healthy Monday....



SEGUNDA SAUDÁVEL...

Mais uma semana se iniciando e com ela fica no ar a pergunta: você se lembra de alimentar seu cérebro? Isso mesmo, ele passa batido pelas nossas preocupações em relação a alimentação, não é mesmo?

A alimentação, aliada à práticas como controle do estresse, exercício moderado e sono adequado mantém nossa função mental a 1000 e  evitam que seu cérebro fique enferrujado. 


Conheça os principais aliados do cérebro:


- Zinco, Selênio, Ferro e Fósforo: Sais minerais que participam de inúmeras trocas elétricas e mantêm o cérebro acordado e ativo (elétrico). Presente em todas as sementes e grãos, em raízes e nas folhas verde escuro, iogurtes.

- Vitaminas do complexo B: Regulam a transmissão de informações (as sinapses) entre os neurônios, presente nas sementes e nas fibras dos alimentos integrais e proteínas. 

- Colina: Participa da construção da membrana de novas células cerebrais e na reparação daquelas já lesadas. Presente na gema do ovo e em todas as sementes e grãos (predominância na soja), como também em óleos vegetais prensados a frio. 

Lembre-se: Toda segunda-feira é uma nova chance para que um estilo de vida saudável se reinicie. Faça da segunda-feira o dia em que você renova seu compromisso de viver uma vida mais saudável ! 

8 de janeiro de 2016

Frango Empanado Saudável....



Petisco saudável, rápido e gostoso para as férias! 

Peito de frango cortado em pedaços e temperado com limão, sal rosa e alho. Empanado na farinha de amêndoas e gergelim triturados. Passar o frango no ovo batido + cheiro verde picado e depois na mistura de farinha de amêndoas e gergelim. Repetir o processo e colocar numa assadeira forrada com papel alumínio. Levar para assar em forno pré-aquecido até dourar. Ficou maravilhoso!!!

Gostou da receita? Então nos siga no Instagram @dracristianespricigo e veja em primeira mão! 

6 de janeiro de 2016

Consumo de azeite extra virgem reduz risco de câncer de mama...



Seguir uma dieta mediterrânea rica em azeite de oliva extra virgem ajuda a reduzir o risco de câncer de mama. É o que diz um estudo publicado na última edição da revista científica JAMA Internal Medicine.

O novo estudo, realizado por pesquisadores da Universidade de Navarra, na Espanha, foi realizado com 4 282 mulheres, com idade média de 68 anos. Durante a pesquisa, as participantes foram divididas em três grupos que receberam as seguintes orientações: o primeiro deveria seguir a dieta mediterrânea, com consumo de uma quantidade maior de azeite extra virgem; o segundo seguiria a mesma alimentação mas, em vez do azeite, deveria consumir uma quantidade adicional de nozes; e o terceiro, denominado grupo de controle, recebeu a indicação de seguir uma dieta com baixo consumo de gordura.

Durante a pesquisa, as participantes do primeiro grupo receberam um litro de azeite de oliva por semana e as do segundo receberam 7,5 gramas de nozes e 7,5 gramas de amêndoas, também por semana. Após cinco anos, os resultados mostraram que as voluntárias do grupo do azeite reduziram em 68% seus riscos de desenvolver câncer de mama, em comparação com as participantes do grupo de controle. No entanto, não houve redução nos riscos da doença nas participantes do grupo das nozes, em comparação com aquelas que seguiram uma dieta com baixo consumo de gordura.

O estudo, que tinha como objetivo analisar os efeitos da dieta mediterrânea no risco de doenças cardiovasculares, já havia mostrado que ambas as dietas - com ingestão adicional de azeite extra virgem ou nozes - contribuíram para o aumento da expectativa de vida e da redução de 30% no risco de doenças cardiovasculares nas voluntárias.

Os pesquisadores ressaltam que todas as participantes do estudo viviam na Espanha, onde a dieta mediterrânea já faz parte da alimentação da população. Além disso, as pacientes tinham um risco aumentado de doenças cardiovasculares (foco principal do estudo) e não de câncer de mama. Por isso, eles não conseguiram determinar com certeza se os efeitos preventivos foram proveniente do consumo adicional de azeite extra virgem ou da dieta mediterrânea em si.

"Os resultados da pesquisa sugerem que há um efeito benéfico em seguir a dieta mediterrânea com um consumo adicional de azeite extra virgem na prevenção primária do câncer de mama. No entanto, estes resultados têm de ser confirmados por estudos de longo prazo com um número maior de casos incidentes", afirmou Miguel A Martínez-González, principal autor do estudo.

Dieta mediterrânea - A dieta mediterrânea é rica em frutas, verduras, legumes, nozes e castanhas, peixes, carne magra, azeite e vinho. A diferença entre o azeite de oliva extra virgem e o azeite comum é que o primeiro é extraído das azeitonas de forma mecânica, sem o uso de calor ou produtos químicos adicionais que podem alterar suas propriedades.

Fonte: Veja

4 de janeiro de 2016

Dicas para desintoxicar das Festas de Final de Ano...


A ideia é não exagerar no consumo de alimentos e bebidas, mas se você não conseguiu, aqui vão algumas sugestões para os dias seguintes da ceia de Natal e de Ano Novo. Confira:

Vamos às dicas para você desintoxicar seu organismo:

- Beba muita, muita, MUITA ÁGUA, principalmente se extrapolou a dose no álcool. Lembre-se a maior parte do seu organismo é constituída de água, se faltar, nada funciona como deveria.

- Tome chá verde, um excelente diurético e desintoxicante vai te auxiliar a eliminar aquele inchaço indesejado. Não gosta do sabor? Adicione fatias de limão, laranja, hortelã, capim cidreira para saborizá-lo. Outros chás com poder diurético são: alecrim, salsaparrilha e hortelã, mas o chá verde possui muitas propriedades benéficas além da desintoxicação, então seu consumo é importante.

- Nesta semana procure fazer refeições leves com ingredientes naturais para colocar seu metabolismo em dia. Aposte em sopas bem coloridas e que não sejam industrializadas. Faça saladas com uma boa variedade de legumes e verduras para repor vitaminas e minerais ao seu organismo. Carnes magras e grelhadas são uma boa pedida e nada de frituras e carnes gordurosas.

- Aposte no arroz integral, se não tem hábito de consumir os alimentos integrais é uma boa hora para iniciar seu consumo. Além de proporcionar mais saciedade por seu índice glicêmico ser menor, sendo um grande aliado no processo de emagrecimento, de brinde você leva mais nutrientes.

- Abuse das frutas! Com certeza você deve ser daqueles que come 1 fruta ao dia ou 1 por semana. Nada disso! Tente criar o hábito de consumir no mínimo 3 frutas ao dia. A dica que sempre dou ao meus clientes é fazer uma super salada de frutas, mas não aquela tradicional que só vai banana, maçã e mamão. Coloque laranja, kiwi, melão, pêra, maçã, manga, mamão, pique tudo e coloque na geladeira e vá servindo as porções nos lanches, café-da-manhã e leve com você uma porção para o trabalho, além de ser muito mais gostoso que uma fruta só você acaba ingerindo diversas vitaminas de uma vez só.

- Determine horários para as suas refeições. Eu sei que muitas vezes é difícil pela rotina de trabalho, etc, mas procure estabelecer horários para as refeições. Nosso corpo gosta de disciplina e estabelecer esta rotina alimentar evita que você fique beliscando, exagere nas refeições ou coma alimentos que não deve, como por exemplo alimentos fritos ou fast food.

- Se não consegue sozinho, procure ajuda! Tem pessoas que são bem organizadas e conseguem se disciplinar nas refeições, o que não é garantia de estar se alimentando corretamente, mas já é um começo. Acredito que é sempre interessante procurar um profissional para trocar uma ideia sobre seus hábitos alimentares. Muitas vezes as mudanças não são grandes, mas fazem toda diferença. E muitas vezes as mudanças precisam ser drásticas e por isso o suporte técnico de um profissional é importante para que você não desista no meio do caminho já que conseguimos buscar alternativas aos obstáculos.

- E por fim, mas não menos importante, é preciso enraizar o hábito do exercício físico, que além de melhorar a circulação, evitando retenção de líquidos, tem zilhões de benefícios, incluindo o emagrecimento e melhora da qualidade de vida.

1 de janeiro de 2016

Feliz Ano Novo!!



2015 foi um ano de grandes realizações. Esperamos que em 2016 todos possamos realizar nossos desejos e concretizar nossos sonhos. Um Feliz Ano Novo, muita paz e saúde para todos !

Bolinhas de Mandioca e Carne...



Basta cozinhar a mandioca, amassar bem, temperar com sal e pimenta e reservar. Refogar a carne moída com os temperos da sua preferência e misturar os dois. Quando esfriar, modele as bolinhas. Assei na fryer, mas pode assar no forno até dourar. Simples, rápido, gostoso e saudável!!!

Gostou da receita? Então nos siga no Instagram @dracristianespricigo e veja em primeira mão!