Pular para o conteúdo principal

O que escolher nas festas de final de ano...




Chegaram as festas de final de ano e com isso a preocupação de exagerar e o ponteiro da balança subir! Se durante este ano você esteve em reeducação alimentar, nada mais justo do que poder comer com moderação, não é mesmo? Sem neuras! Mas claro, é preciso ter um pouco de cuidado, pois nestas datas, a família se reúne e são dias regados a comilança e exageros sem fim! E você pode perder o fio da meada, cuidado!


A ceia tem uma grande variedade de alimentos e cabe a você escolher o que você pode, deve ou não deve comer. Então procure fazer as escolhas certas!


Oleaginosas: castanhas, nozes, avelã, amêndoas. Elas são ricas nutricionalmente, mas são calóricas, sim! Não exagere! Um punhado delas não vai te engordar. Elas são ricas em vitaminas e minerais, gorduras do bem e melhoram a pele e são boas para o cérebro.


Lichia: é uma fruta típica do final do ano e é rica em antioxidantes, tem um poder alto de saciedade e ótima para o intestino. Coma algumas!


Romã: é uma das frutas com o maior poder nutricional. Ela tem benefícios desde a pele até a modulação hormonal, menopausa, redução de colesterol, melhora de gripes e resfriados, é antiinflamatória e antioxidante.


Lentilha, grão de bico: são leguminosas que melhoram os sintomas da TPM, são ricas em fibras e podem auxiliar na redução da absorção de gorduras e açúcares. Não deixe de colocar no prato!


Abuse das outras frutas típicas como ameixa, pêssego, nectarina, cereja, kiwi e uvas. 


Peru, lombo e pernil assados: contém menos gordura e aumentam a saciedade. 


Se ingerir bebida alcoólica beba apenas 1 dose e intercale com água para se hidratar e o corpo conseguir eliminar mais rápido o álcool. Evite refrigerante e sucos industrializados. Prefira água com gás com limão espremido, por exemplo. 


Ofereça-se para levar uma salada completa, para garantir um maior aporte de fibras que vai equilibrar a carga glicêmica da refeição, além de enriquecer com vitaminas e minerais. 


A DICA é consumir os itens 1, 2, 3 e 5 antes de comer os pratos principais para ficar mais saciado. 


E lembre-se! O que te engorda são os exageros entre o ano novoe o Natal e não entre o Natale o ano novo

Postagens mais visitadas deste blog

Bolinhas de amêndoas e leite de coco em pó...

1 xícara de pasta de castanhas 🌰 ou pasta de amendoim 🥜
Leite de coco 🥥 em pó (comprei na @biomundogoiania )
Xilitol para adoçar (opcional)

MODO DE PREPARO 👩🏼‍🍳

Coloque a pasta de castanhas num recipiente e vá acrescentando o leite de coco 🥥 em pó até dar consistência para enrolar. Eu usei 2 colheres 🥄de servir, mas esta quantidade vai variar de acordo com a umidade da pasta que você utilizar. Eu não acrescentei o xilitol, mas se quiser mais doce, manda ver!
Faça as bolinhas e passe no coco ralado, nibs de cacau, leite de coco em pó, cacau etc. Sirva gelado! Maravilhoso ☺️😋

Sorbet de frutas congeladas....

Esse calor de matar pede um sorvete !
Que tal fazer em casa uma versão saudável pra matar a vontade? Claro que um sorvete cheio de açúcar tem seu lugar e hora! Kkk Mas é preciso também ter estratégias para ter este prazer com mais frequência, por que não? .
Tenha sempre frutas congeladas! Este aí fiz de banana  e morango  e nada mais! Congele a banana bem madura, assim vai estar mais adocicada! Bata no liquidificador ou processador até ficar homogêneo. Aproveite!

Mindfulness....

Nossa mente é cheia de distrações. Estamos trabalhando e do nada começamos a pensar na lista do supermercado, que amanhã vence o condomínio e não esquecemos de dar aquela conferida no celular para não perder nenhuma notificação.
Focar a atenção em apenas uma tarefa é um desafio e a meditação mindfulness pode ser a resposta para se manter presente. 
A meditação mindfulness (atenção plena) tem como objetivo aumentar a calma e o relaxamento, melhorar o equilíbrio psicológico, a saúde e o bem-estar geral.
A prática, através da atenção plena na respiração, no corpo e no momento imediato aumenta a percepção das experiências que ocorrem no presente. 
A prática da meditação, seja qual for a técnica, desenvolve a habilidade de nos adaptarmos ao estresse, chamada de resiliência. Ser resiliente não significa não experimentar dificuldades, mas desenvolver a sua própria capacidade para voltar ao estado de homeostase apesar das dificuldades.
Dê uma chance para a meditação! Crie consciência no prese…