Pular para o conteúdo principal

Nozes melhoram memória, concentração e raciocínio...


Comer nozes pode melhorar seu desempenho em exames que avaliem suas funções cognitivas, incluindo testes de memória, concentração e velocidade de processamento de informações.

A conclusão entusiasmante foi anunciada pela equipe da Dra Lenore Arab, da Universidade da Califórnia (EUA), em um artigo publicado no The Journal of Nutrition, Health & Aging.

A função cognitiva, avaliada mediante uma série de seis testes, foi consistentemente maior em participantes adultos que consumiram nozes, independentemente da idade, do sexo ou da etnia.

"É emocionante ver a força da evidência a partir desta análise em toda a população dos Estados Unidos, confirmando os resultados anteriores de estudos em animais, que têm mostrado o benefício neuroprotetor de comer nozes; e é uma quantidade realista - menos de um punhado por dia (13 gramas)," disse a Dra Arab.

Benefícios das nozes

O estudo soma-se a um crescente conjunto de resultados sobre os efeitos positivos das nozes para a saúde, particularmente na redução do comprometimento cognitivo e da saúde do cérebro em geral, incluindo os efeitos benéficos de retardar ou impedir a progressão da doença de Alzheimer, também já confirmados em modelos animais e em humanos.

Há vários ingredientes ativos nas nozes que podem ser responsáveis por proteger a função cognitiva. Isto inclui o alto teor de antioxidantes, a combinação de várias vitaminas e minerais, bem como o fato de que as nozes são a única castanha que contém uma fonte significativa de ácido alfa-linolênico (ALA), um ácido graxo de base vegetal da família do ômega-3 com conhecidos benefícios à saúde do coração e do cérebro.

"Não é todo dia que as conclusões de um estudo resultam em um conselho tão simples - comer um punhado de nozes por dia, como um lanche ou como parte de uma refeição - pode ajudar a melhorar a sua saúde cognitiva," concluiu a Dr. Arab.

As nozes são consideradas as frutas oleaginosas mais saudáveis e, além dos benefícios mentais, já estão documentados seus benefícios sobre a qualidade do esperma e seus efeitos protetores contra o câncer de próstata.

Fonte: Diário da Saúde

Postagens mais visitadas deste blog

Ainda dá tempo!

Bom dia, segunda! ☀️

Mais uma oportunidade de fazermos uma semana diferente!
Mais uma chance de recomeçar!
Quem não recomeça depois do tropeço, nunca chega lá!

Não desista! O ano ainda não acabou!
Dá sim pra gerar mudanças!
Dá sim pra terminar o ano bem melhor!
Confie em você! Comece agora!

Bora?! 🌿💚🍃

Última chamada!!!! Projeto verão 2019....

Vai chegando esta época do ano, começam as preocupações com as festas de final de ano, as férias, praia, verão! Pois é, para àqueles que não estão no seu projeto Verão 2019 desde o começo do ano, ainda é possível modificar muita coisa, seja nos hábitos alimentares, seja no seu corpo.

Conte com nossos Programas Exclusivos para chegar no verão com hábitos alimentares mais saudáveis e com mudanças expressivas em seu organismo.

Como todos os anos, iniciamos estas chamadas semanalmente para lembrar que no final do ano entramos em recesso dia 15/12 e retomamos nossas atividades na segunda semana de janeiro. Então não perca tempo e não faça da melhoria de hábitos alimentares, mais uma promessa de ano novo! Aproveite para agendar sua consulta e garanta seu Plano Alimentar para finalizar bem o ano e iniciar o ano novo com o pé direito!

Alimentos x Herpes

Um questionamento que faz parte da minha consulta é: “você tem herpes?” Muitas vezes isso gera estranheza! 🤔O que isso tem a ver com a alimentação? Muita coisa!! . . Por exemplo, a arginina, é um aminoácido que estimula a replicação do vírus e aumenta a frequência das crises. Alguns alimentos fonte de arginina: castanhas 🌰 aveia, granola, gérmen de trigo 🌾 amendoim 🥜 chocolate 🍫 coco 🥥milho 🌽 uva 🍇 trigo 🌾  MAS, a noz pecã e o pistache são nuts com uma menor quantidade de arginina. Então se você, assim como eu, possui o vírus e quer deixar ele quieto, mas adora a praticidade das castanhas, elas são as melhores opções! . Logicamente, se o consumo for pontual e sem excessos, você pode se dar bem com as castanhas e elas não serem gatilhos para crises! . . A lisina, que também é um aminoácido, ajuda a conter a replicação do vírus antes da lesão se manifestar na pele. A lisina é importante porque inibe a ação da arginina, evitando a replicação do vírus da herpes.  A lisina está p…