9 de maio de 2009

1 EM CADA 10 CRIANÇAS ESTÃO COM COLESTEROL ALTO NO BRASIL....

Má alimentação, sedentarismo e genética são as principais causas do colesterol alto em crianças. O número de pequeninos com excesso de gordura no sangue tem aumentado exponencialmente. Hoje, cerca de 10% das crianças no país têm colesterol alto, de acordo com dados do Instituto do Coração (InCor).
Há apenas uma década, era raro ver uma criança com colesterol alto. Este risco aumenta se há um histórico de doenças como derrame, infarto e angina na família, por isto os pais devem estar sempre atentos aos fatores de risco. Nestes casos, é comum a criança apresentar uma alteração no colesterol entre os 7 e os 10 anos.

O aumento do colesterol nas crianças é assintomático, e não costuma trazer problemas sérios na infância. Este é o perigo, afirmam especialistas, já que esta criança vai estar mais propensa a ter problemas cardiovasculares e circulatórios no início na vida adulta.

Os pais devem estimular a alimentação saudável e a prática de atividades físicas. Reduzir o tempo dedicado à televisão, ao videogame e ao computador e incentivar a adesão da criança a um esporte é muito importante. Os hábitos alimentares também devem ser modificados, dando preferência a uma alimentação rica em fibras e com reduzida quantidade de gordura.