Pular para o conteúdo principal

Dietas e stress são as principais causas da perda de cabelo em mulheres....



Um quinto (20%) das mulheres com mais de 25 anos na Grã Bretanha sofre com a queda de cabelo e a culpa é,sobretudo, das dietas radicais, do aumento do stress e do uso de contraceptivos orais. É o que diz uma pesquisa realizada pelo grupo Philip Kingsley, uma rede britânica especializada no assunto. As informações são do jornal britânico Daily Mail.

De acordo com o estudo, realizado com duas mil pessoas, a maioria das mulheres que sofre com o problema tem entre 54 e 64 anos. Uma em cada oito (12%) tem menos de 35 anos. A queda de cabelo reflete diretamente no comportamento social: 51% das entrevistadas disseram que evitam tirar fotos, 47% contaram que deixam de ir a eventos e 40% evitam conhecer novas pessoas.

O tricologista (médico especialista em cabelo e couro cabeludo) Philip Kingsley, autor da pesquisa, acredita que a prevalência de perda de cabelo é ainda maior do que normalmente se pensa, porque muitas vezes as mulheres sofrem em silêncio. "Infelizmente, 30% das pessoas que sofrem não fizeram nada para resolver o problema, talvez por sentir vergonha de procurar ajuda.", disse Kingsley ao Daily Mail.

A perda de cabelo também pode ser causada pela genética, deficiência de ferro, doença da tireoide, Síndrome do Ovário Policístico (SOP) e outras alterações hormonais. Mas o especialista ressalta que dietas restritivas, excesso de alimentos processados, stress diário e alguns contraceptivos orais são os fatores que mais desencadeiam o problema.

"O stress crônico pode aumentar os níveis de andrógenos (hormônios masculinos) circulantes no sangue, o que pode levar à calvície", explica Kingsley. "A deficiência de ferritina, ferro armazenado que produz a proteína das células ciliadas, por sua vez, também leva à queda excessiva de cabelo", .

Os contraceptivos orais podem causar queda de cabelo quando contêm progestina, uma versão sintética da progesterona (hormônio feminino), com elevado nível de andrógenos.

O especialista ressalta que a perda de cabelo é um problema complexo, pois a maioria das mulheres só percebe a condição quando já perdeu cerca de 15% do volume do cabelo. O que significa que o problema começou muito antes de ela percebê-lo.

Fonte: Revista Veja

Postagens mais visitadas deste blog

Ainda dá tempo!

Bom dia, segunda! ☀️

Mais uma oportunidade de fazermos uma semana diferente!
Mais uma chance de recomeçar!
Quem não recomeça depois do tropeço, nunca chega lá!

Não desista! O ano ainda não acabou!
Dá sim pra gerar mudanças!
Dá sim pra terminar o ano bem melhor!
Confie em você! Comece agora!

Bora?! 🌿💚🍃

Última chamada!!!! Projeto verão 2019....

Vai chegando esta época do ano, começam as preocupações com as festas de final de ano, as férias, praia, verão! Pois é, para àqueles que não estão no seu projeto Verão 2019 desde o começo do ano, ainda é possível modificar muita coisa, seja nos hábitos alimentares, seja no seu corpo.

Conte com nossos Programas Exclusivos para chegar no verão com hábitos alimentares mais saudáveis e com mudanças expressivas em seu organismo.

Como todos os anos, iniciamos estas chamadas semanalmente para lembrar que no final do ano entramos em recesso dia 15/12 e retomamos nossas atividades na segunda semana de janeiro. Então não perca tempo e não faça da melhoria de hábitos alimentares, mais uma promessa de ano novo! Aproveite para agendar sua consulta e garanta seu Plano Alimentar para finalizar bem o ano e iniciar o ano novo com o pé direito!

Alimentos x Herpes

Um questionamento que faz parte da minha consulta é: “você tem herpes?” Muitas vezes isso gera estranheza! 🤔O que isso tem a ver com a alimentação? Muita coisa!! . . Por exemplo, a arginina, é um aminoácido que estimula a replicação do vírus e aumenta a frequência das crises. Alguns alimentos fonte de arginina: castanhas 🌰 aveia, granola, gérmen de trigo 🌾 amendoim 🥜 chocolate 🍫 coco 🥥milho 🌽 uva 🍇 trigo 🌾  MAS, a noz pecã e o pistache são nuts com uma menor quantidade de arginina. Então se você, assim como eu, possui o vírus e quer deixar ele quieto, mas adora a praticidade das castanhas, elas são as melhores opções! . Logicamente, se o consumo for pontual e sem excessos, você pode se dar bem com as castanhas e elas não serem gatilhos para crises! . . A lisina, que também é um aminoácido, ajuda a conter a replicação do vírus antes da lesão se manifestar na pele. A lisina é importante porque inibe a ação da arginina, evitando a replicação do vírus da herpes.  A lisina está p…