Pular para o conteúdo principal

Saiba o que é anemia, como tratar e prevenir a doença...



Fiz este post a pedido do blog Nutrição Prática & Saudável da Tetra Pak decidi compartilhá-lo aqui:
No Brasil estima-se que cerca de 4,8 milhões de pré-escolares sejam atingidos pela anemia, doença caracterizada pela diminuição dos glóbulos vermelhos do sangue.
O Nordeste é a região que apresenta os índices mais alarmantes de anemia entre crianças com menos de cinco anos e mulheres em idade fértil. Essa situação está vinculada ao problema de acesso a alimentos e de problemas na variedade da dieta.
Os altos índices de anemia e de doenças causadas pela deficiência de ácido fólico, na população brasileira, levaram o Ministério da Saúde e a Anvisa a tornar obrigatória a fortificação das farinhas de trigo e milho.
Desde julho de 2004, com a publicação da Resolução – RDC nº 344, de 13 de dezembro de 2002, tanto as farinhas de trigo e de milho vendidas diretamente ao consumidor, quanto àquelas utilizadas como matéria-prima pelas indústrias, na fabricação de outros produtos, tem que ser enriquecidas com ferro e ácido fólico.
Para o tratamento e prevenção da anemia, confira as dicas saudáveis da nutricionista Cristiane Spricigo de Lima:
- Consuma alimentos ricos em vitamina C (fruta ou suco) como limão, laranja, caju, acerola, abacaxi, morango, goiaba, mamão, manga junto às principais refeições para aumentar a absorção do ferro.
- Alimentos ricos em ferro: feijão, carne bovina, ovos, aves, peixes, ervilha, lentilha, grão de bico, soja, vegetais folhosos verde escuro (taioba, couve, espinafre, agrião), quiabo, jiló, beterraba, inhame, aveia, açúcar mascavo, melado, rapadura, ameixa preta e uva passa
- Alimentos a serem evitados durante as refeições: chá preto, chá mate, café, refrigerantes do tipo cola
- Não ingerir alimentos fontes de ferro junto com alimentos ricos em cálcio (leite, queijo, iogurte etc), pois competem na absorção
- Ingerir fontes de vitamina C (frutas cítricas) junto com o medicamento (sulfato ferroso) para melhor absorção.

Postagens mais visitadas deste blog

Protocolo de Limpeza Intestinal...

O Protocolo de Limpeza Intestinal, é um manejo nutricional para a Modulação Intestinal e seu objetivo é promover injúria bacteriana. Ou seja, morte das bactérias por falta de nutrientes. A falta de proteína durante os 3 dias iniciais gera injúria nas proteobactérias, que não conseguem se multiplicar, tratando a SIBO e disbiose. 
É uma estratégia para equilibrar a microbiota intestinal criada pelo professor Murilo Pereira que colocou um propósito em cada alimento e suplemento incluído, lindo demais! Aprendemos na formação em Modulação Intestinal. Ela promove uma limpeza de intestino delgado e grosso, ao contrário do uso de laxantes por exemplo que limpa apenas o intestino grosso.
O manejo nutricional dura 15 dias, sendo os 3 primeiros os mais importantes e com maior restrição. Nestes dias, além da alimentação, a suplementação para Modulação da microbiota vai variar de acordo com cada paciente, se ele tem Resistência á Insulina ou Síndrome do Ovário Policístico, Síndrome do Intestino I…

Sorbet de frutas congeladas....

Esse calor de matar pede um sorvete !
Que tal fazer em casa uma versão saudável pra matar a vontade? Claro que um sorvete cheio de açúcar tem seu lugar e hora! Kkk Mas é preciso também ter estratégias para ter este prazer com mais frequência, por que não? .
Tenha sempre frutas congeladas! Este aí fiz de banana  e morango  e nada mais! Congele a banana bem madura, assim vai estar mais adocicada! Bata no liquidificador ou processador até ficar homogêneo. Aproveite!

Segundo estudo, consumo de refrigerante aumenta o risco de mortalidade...

Um estudo de coorte conduzido com 450.000 pessoas de 10 países da Europa entre janeiro de 1992 e dezembro de 2000 acabou de ser publicado no JAMA e concluiu que o consumo de 2 copos de refrigerante 🥤 diariamente com açúcar ou adoçante artificial aumenta o risco de mortalidade por várias causas!
O estudo verificou que as principais causas de morte encontradas foram por problemas circulatórios e doenças do trato digestivo.