6 de outubro de 2014

Dicas para uma lancheira mais saudável...



Aproveitando a semana das crianças, vamos falar sobre algo que pode fazer toda a diferença na saúde e no futuro de nossos futuros cidadãos, a alimentação. É preciso ter atenção principalmente com aquelas refeições realizadas todos os dias, como por exemplo, o lanche na escola.

No período em que o estudante está na escola, qual deve ser o tipo de alimentação que ele consome?Mais leve? Mais energética, mais carboidratos? Sucos? Abaixo algumas dicas para que o seu pequeno coma melhor na escola:

A alimentação deve ser adequada durante todo o dia, não só nas principais refeições. No período em que está na escola, é importante consumir alimentos energéticos, ou seja, fontes de carboidrato. Porém, deve-se priorizar os do tipo complexo, que irão garantir glicose para o cérebro, que está em intenso funcionamento, e também para o resto do corpo durante um período maior e evitar os carboidratos simples que, apesar de também serem fontes de glicose, é rapidamente aproveitada e não mantida.

É essencial também oferecer frutas e vegetais. São fontes de fibras, vitaminas, antioxidantes e compostos bioativos que ajudam na regulação do organismo.

Outro nutriente importante são as gorduras chamadas reguladoras e que auxiliam no sistema imunológico, funcionamento cerebral e resposta inflamatória. Elas estão presentes nas castanhas e oleaginosas.

É preciso ter cautela com a utilização dos sucos, principalmente os industrializados (que na sua maioria são néctar e não suco). Em sua maioria eles contém aditivos e conservantes de difícil metabolização o que pode ocasionar diversas patologias, principalmente alergias alimentares, déficit de atenção hiperatividade. É sempre preferível a fruta aos sucos, por oferecerem nutrientes em sua forma ideal (sumo + fibras).

É importante entender que a criança irá gostar do que for ensinada a gostar. E o exemplo é uma das melhores formas de ensinar, portanto se você deseja que seu filho tenha uma alimentação saudável e hábitos saudáveis de vida: comece por você.

Evite a monotonia de opções. Procure variar o máximo possível as opções de lanches e as cores para a criança sentir prazer e desejar comer.

Evite ao máximo estimular o consumo dos produtos alimentícios abaixo, não são saudáveis e você pode estar contribuindo para a formação de um paladar viciado:

- Refrigerantes, doces, balas, bombons ou chocolates;

- Sanduíches com pães à base de farinha refinada;

- Evite salgadinhos e bolachas; estes alimentos são ricos em gorduras e pobres em nutrientes;

- Sucos industrializados e com conservantes.

Exemplo de lanche prático e saudável seria uma salada de frutas com granola e castanhas.

E porque não oferecer mini cenouras? Os pequenos adoram. Não deve-se ter medo de ousar, e ousadia hoje, é se alimentar de maneira simples e natural

Fonte: Liga da Saúde