Pular para o conteúdo principal

Saiba o que comer antes e depois do treino...


A alimentação é fundamental para garantir os benefícios da atividade física – e comer de forma indevida pode impedir que o tempo gasto em uma academia surta efeitos positivos, como o aumento da massa muscular, por exemplo. Alimentos consumidos antes e depois do exercício de força devem cumprir determinadas funções, como oferecer energia e ajudar a regenerar a musculatura. Itens ricos em carboidratos e proteínas, como frutas e ovos, são essenciais nesses momentos.

Durante o exercício de força, o corpo tem como fonte de energia o glicogênio, que são moléculas derivadas do carboidrato presentes no tecido muscular. Por isso, o músculo deve ter um estoque da substância para garantir um bom desempenho na atividade física e evitar a perda de massa magra. Esse estoque pode ser formado por meio do consumo de carboidratos antes do exercício, incluindo pães, massas, cereais e frutas. 

O ideal é que sejam consumidos carboidratos com baixo índice glicêmico, como pães e massas integrais, por exemplo. Isso porque a glicose presente nesses alimentos é absorvida pelo corpo mais lentamente, fazendo com que o açúcar demore para chegar às células. Com isso, o corpo recorre à queima de gordura para obter energia. Recomenda-se a ingestão desses alimentos pelo menos uma hora antes da atividade física, tempo suficiente para o organismo os digerir completamente e absorver todos os nutrientes.

Após o exercício, a musculatura precisa repor o estoque de energia, o que pode ser feito com o consumo de carboidrato, como um pão ou um suco de frutas. Além disso, para que a massa muscular de fato aumente, é necessário regenerar as lesões provocadas no músculo pelo exercício – processo que depende da ingestão de proteína, encontrada em carnes, ovos e leite, por exemplo. Especialistas recomendam o consumo de fonte de carboidrato e outra de proteína até 1 hora depois da atividade física.

Quem treina precisa de 1,2 a 1,4 grama de proteína por quilo de seu peso total ao dia para que esse processo seja bem sucedido. Normalmente, recomendamos que, logo após o exercício, o indivíduo consuma 20 gramas de proteína, quantidade encontrada em dois filés de frango, por exemplo.

Postagens mais visitadas deste blog

Protocolo de Limpeza Intestinal...

O Protocolo de Limpeza Intestinal, é um manejo nutricional para a Modulação Intestinal e seu objetivo é promover injúria bacteriana. Ou seja, morte das bactérias por falta de nutrientes. A falta de proteína durante os 3 dias iniciais gera injúria nas proteobactérias, que não conseguem se multiplicar, tratando a SIBO e disbiose.  É uma estratégia para equilibrar a microbiota intestinal criada pelo professor Murilo Pereira que colocou um propósito em cada alimento e suplemento incluído, lindo demais! Aprendemos na formação em Modulação Intestinal. Ela promove uma limpeza de intestino delgado e grosso, ao contrário do uso de laxantes por exemplo que limpa apenas o intestino grosso. O manejo nutricional dura 15 dias, sendo os 3 primeiros os mais importantes e com maior restrição. Nestes dias, além da alimentação, a suplementação para Modulação da microbiota vai variar de acordo com cada paciente, se ele tem Resistência á Insulina ou Síndrome do Ovário Policístico, Síndrome

Bom dia!

É gente, o tempo não está correndo, está voando...O FINAL DO ANO ESTÁ CHEGANDO!! Faltam 10 segundas-feiras para darmos bom dia para 2020 e mais que isso, nós vamos virar a década!! Está na hora de começar a fazer planos, revisões, reflexões, mudanças programadas pro próximo ano e por aí vai. Por que você não começa HOJE a se planejar e se preparar? E a fazer mudanças que podem acontecer ainda em 2019? Instalar pequenos hábitos saudáveis na sua rotina ou até mesmo fazer alguma mudança mais importante que estava programada desde o ano passado e ainda não saiu do papel? Então, vamos lá! Aproveite o início da semana para fazer recomeços ou novos começos!

Dia mundial do Diabetes...

O Diabetes é a mais comum das doenças não transmissíveis com elevada prevalência e incidência crescente. Atinge já cerca de 415 milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil, estima-se que em 2040 haja um aumento para 642 milhões de pessoas atingidas pela doença. O número de brasileiros diagnosticados com Diabetes cresceu 61.8% nos últimos 10 anos e atinge atualmente quase 13 milhões de brasileiros. Para conscientizar e lembrar sobre a importância da prevenção da doença, a Organização Mundial da Saúde criou o Dia Mundial da Diabetes, desde 1991. A data, 14 de novembro, foi escolhida por ser o aniversário de Frederick Banting, o médico que juntamente com o seu colega, Charles Best, conduziu as experiências que levaram à descoberta da Insulina em 1921. Hábitos saudáveis de vida e alimentação equilibrada são essenciais no tratamento e prevenção do Diabetes.  A Nutrição promove um controle não apenas glicêmico, mas restabelece o equilíbrio fisiológico, promovendo uma mel