27 de junho de 2013

Isso faz bem pra quê?

Coco fresco...


O coco é riquíssimo em duas gorduras - ácido láurico e o monolauril. Estas gorduras são de rápida digestão, elas não ficam estocadas nas células, ao contrário, servem de combustível para gerar energia, evitando assim que se transformem em "gordura localizada" ou seja, reduz gordura corporal porque os triglicerídios de cadeia média (TCM), caso do ácido  láurico e do monolauril, favorecem a oxidação de ácidos graxos e a sua utilização como fonte de energia. O ácido láurico e o monolauril também regulam o funcionamento da tireóide, acelerando o metabolismo orgânico, o que facilita o emagrecimento.

Possui ação anti-inflamatória a nível celular - aumentam a produção de substâncias protetoras e, ao mesmo tempo, diminuem as concentrações de outras pró-inflamatórias. 

O ácido láurico e o monolauril têm ainda outras funções importantes no nosso organismo. Atuam como antivirais, combatem fungos e bactérias, melhoram a resposta imunológica, aumentam o colesterol bom (HDL), protegem o coração e ajudam a diminuir o apetite.

Esses benefícios se aplicam à carne de coco fresca (como na foto acima), o coco ralado industrializado e o coco verde não possuem estes benefícios. 

Dica de quando e quanto comer: de 20 a 30 gramas, cortado em pequenas lascas, como petisco na hora do lanche.