Pular para o conteúdo principal

Sistema de contagem de calorias está errado, dizem cientistas...


Há algum tempo que os cientistas vêm questionando o sistema de cálculo de calorias nos alimentos.
Fale com um nutricionista, ou ouça o discurso das autoridades de saúde, e verá que todas as recomendações são baseadas nas calorias.
Mas, e se essa métrica - a própria contagem de calorias - estiver errada?
Que o sistema contém imprecisões sérias é algo sobre o que não há mais dúvidas.
"Nosso atual sistema de avaliar as calorias está certamente errado," disse Richard Wrangham, da Universidade de Harvard e coordenador de um painel que mostrou as deficiências do sistema durante a recente reunião da Associação para o Progresso da Ciência dos EUA.
Como as calorias são calculadas
O processo usado para estimar as calorias dos alimentos foi desenvolvido na virada do 19 para o século 20 por Wilbur Atwater.
É um sistema simples, que atribui quatro calorias para cada grama de proteína, nove calorias para cada grama de gordura, e quatro calorias para cada grama de hidrato de carbono.
Mais tarde, o sistema foi modificado para adicionar duas calorias para cada grama de fibra.
O painel de especialistas coletou uma série de evidências científicas que mostram que há muitos erros nesse sistema de atribuição das calorias aos alimentos.
Eles foram unânimes em atribuir falhas ao sistema de medição das calorias em pelo menos três itens:
  • ele não leva em conta a energia utilizada para digerir os alimentos;
  • não considera a parcela que as bactérias orais e intestinais retiram de vários alimentos; e
  • não considera as propriedades dos diferentes alimentos em si, que aceleram ou retardam sua viagem através dos intestinos.
Cru ou cozido?
As diferenças começam quando as calorias são medidas no mesmo alimento cru ou cozido - o organismo lida com os dois de forma totalmente diferente.
Normalmente se afirma que os alimentos cozidos têm menos calorias do que os mesmos alimentos crus.
Na verdade, afirmam os especialistas, o processo de cozimento "gelatiniza" o colágeno da carne, tornando-a mais fácil de mastigar e digerir - assim, a carne cozida tem mais calorias do que a carne crua.
As batatas são outro exemplo, onde o cozimento tira as qualidades naturais das proteínas, alterando seu valor calórico.
A forma como os alimentos são processados também pode torná-los mais fáceis de digerir, diminuindo a energia necessária para que o organismo os absorva, alterando totalmente sua contagem de calorias.
O que fazer? Ainda não há uma proposta definitiva, mas pelo menos um país, a Austrália, já baniu o sistema de cálculo das calorias devido aos erros que ele induz.
Fonte: Diário da Saúde

Postagens mais visitadas deste blog

Protocolo de Limpeza Intestinal...

O Protocolo de Limpeza Intestinal, é um manejo nutricional para a Modulação Intestinal e seu objetivo é promover injúria bacteriana. Ou seja, morte das bactérias por falta de nutrientes. A falta de proteína durante os 3 dias iniciais gera injúria nas proteobactérias, que não conseguem se multiplicar, tratando a SIBO e disbiose.  É uma estratégia para equilibrar a microbiota intestinal criada pelo professor Murilo Pereira que colocou um propósito em cada alimento e suplemento incluído, lindo demais! Aprendemos na formação em Modulação Intestinal. Ela promove uma limpeza de intestino delgado e grosso, ao contrário do uso de laxantes por exemplo que limpa apenas o intestino grosso. O manejo nutricional dura 15 dias, sendo os 3 primeiros os mais importantes e com maior restrição. Nestes dias, além da alimentação, a suplementação para Modulação da microbiota vai variar de acordo com cada paciente, se ele tem Resistência á Insulina ou Síndrome do Ovário Policístico, Síndrome

Bom dia!

É gente, o tempo não está correndo, está voando...O FINAL DO ANO ESTÁ CHEGANDO!! Faltam 10 segundas-feiras para darmos bom dia para 2020 e mais que isso, nós vamos virar a década!! Está na hora de começar a fazer planos, revisões, reflexões, mudanças programadas pro próximo ano e por aí vai. Por que você não começa HOJE a se planejar e se preparar? E a fazer mudanças que podem acontecer ainda em 2019? Instalar pequenos hábitos saudáveis na sua rotina ou até mesmo fazer alguma mudança mais importante que estava programada desde o ano passado e ainda não saiu do papel? Então, vamos lá! Aproveite o início da semana para fazer recomeços ou novos começos!

Dia mundial do Diabetes...

O Diabetes é a mais comum das doenças não transmissíveis com elevada prevalência e incidência crescente. Atinge já cerca de 415 milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil, estima-se que em 2040 haja um aumento para 642 milhões de pessoas atingidas pela doença. O número de brasileiros diagnosticados com Diabetes cresceu 61.8% nos últimos 10 anos e atinge atualmente quase 13 milhões de brasileiros. Para conscientizar e lembrar sobre a importância da prevenção da doença, a Organização Mundial da Saúde criou o Dia Mundial da Diabetes, desde 1991. A data, 14 de novembro, foi escolhida por ser o aniversário de Frederick Banting, o médico que juntamente com o seu colega, Charles Best, conduziu as experiências que levaram à descoberta da Insulina em 1921. Hábitos saudáveis de vida e alimentação equilibrada são essenciais no tratamento e prevenção do Diabetes.  A Nutrição promove um controle não apenas glicêmico, mas restabelece o equilíbrio fisiológico, promovendo uma mel