Pular para o conteúdo principal

Vitamina D demais na gravidez causa alergia alimentar no bebê...



As mulheres grávidas deveriam evitar tomar suplementos de vitamina D.
Esses suplementos parecem aumentar o risco de que as crianças desenvolvam alergias alimentares após o nascimento.
Esta foi a conclusão de um estudo realizado por cientistas do Centro Helmholtz para Pesquisa Ambiental e da Universidade Martin Luther, ambos na Alemanha.
Vitamina D e alergias
A vitamina D sempre teve uma boa reputação: ela fortalece os ossos, protege contra infecções, particularmente durante os meses frios do inverno, e ajuda os sistemas nervoso e muscular.
Especialmente na prevenção e tratamento do raquitismo, a vitamina D tem sido administrada a bebês e crianças pequenas em todo o mundo há mais de 50 anos.
No entanto, investigações científicas mais recentes estão cada vez mais questionando o aspecto positivo da chamada "vitamina dos ossos".
No final dos anos 1990, pela primeira vez a atenção dos pesquisadores foi atraída para uma ligação entre elevados níveis de vitamina D e o desenvolvimento de alergias.
Alergia alimentar na infância
Gabriele Stangl e Kristin Weibe incluíram 622 mães e suas 629 crianças no estudo de longo prazo intitulado "Estilo de vida e fatores ambientais e seu impacto sobre o risco de alergias nos recém-nascidos".
O nível de vitamina D foi medido no sangue das mulheres grávidas e também no sangue do cordão umbilical das crianças nascidas. Depois essas crianças foram acompanhadas durante os seus dois primeiros anos de vida.
O resultado foi claro: nos casos em que as gestantes tinham baixo nível de vitamina D no sangue, a ocorrência de alergias alimentares entre as crianças de dois anos de idade foi rara em comparação com os casos em que as gestantes apresentavam um alto nível de vitamina D no sangue.
Em sentido inverso, isto significa que um elevado nível de vitamina D nas mulheres grávidas está associado com um maior risco de que suas crianças desenvolvam uma alergia alimentar nos primeiros anos de vida.
Além disso, as crianças das mães com alto nível de vitamina D apresentaram um nível elevado de imunoglobulina E específica para alérgenos alimentares, tais como clara de ovo, proteína do leite, farinha de trigo, amendoins ou soja.
Com isto, os pesquisadores recomendam que as mulheres com saúde normal evitem tomar suplementos de vitamina D durante a gravidez.
Fonte: Diário da Saúde

Postagens mais visitadas deste blog

Protocolo de Limpeza Intestinal...

O Protocolo de Limpeza Intestinal, é um manejo nutricional para a Modulação Intestinal e seu objetivo é promover injúria bacteriana. Ou seja, morte das bactérias por falta de nutrientes. A falta de proteína durante os 3 dias iniciais gera injúria nas proteobactérias, que não conseguem se multiplicar, tratando a SIBO e disbiose.  É uma estratégia para equilibrar a microbiota intestinal criada pelo professor Murilo Pereira que colocou um propósito em cada alimento e suplemento incluído, lindo demais! Aprendemos na formação em Modulação Intestinal. Ela promove uma limpeza de intestino delgado e grosso, ao contrário do uso de laxantes por exemplo que limpa apenas o intestino grosso. O manejo nutricional dura 15 dias, sendo os 3 primeiros os mais importantes e com maior restrição. Nestes dias, além da alimentação, a suplementação para Modulação da microbiota vai variar de acordo com cada paciente, se ele tem Resistência á Insulina ou Síndrome do Ovário Policístico, Síndrome

Bom dia!

É gente, o tempo não está correndo, está voando...O FINAL DO ANO ESTÁ CHEGANDO!! Faltam 10 segundas-feiras para darmos bom dia para 2020 e mais que isso, nós vamos virar a década!! Está na hora de começar a fazer planos, revisões, reflexões, mudanças programadas pro próximo ano e por aí vai. Por que você não começa HOJE a se planejar e se preparar? E a fazer mudanças que podem acontecer ainda em 2019? Instalar pequenos hábitos saudáveis na sua rotina ou até mesmo fazer alguma mudança mais importante que estava programada desde o ano passado e ainda não saiu do papel? Então, vamos lá! Aproveite o início da semana para fazer recomeços ou novos começos!

Dia mundial do Diabetes...

O Diabetes é a mais comum das doenças não transmissíveis com elevada prevalência e incidência crescente. Atinge já cerca de 415 milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil, estima-se que em 2040 haja um aumento para 642 milhões de pessoas atingidas pela doença. O número de brasileiros diagnosticados com Diabetes cresceu 61.8% nos últimos 10 anos e atinge atualmente quase 13 milhões de brasileiros. Para conscientizar e lembrar sobre a importância da prevenção da doença, a Organização Mundial da Saúde criou o Dia Mundial da Diabetes, desde 1991. A data, 14 de novembro, foi escolhida por ser o aniversário de Frederick Banting, o médico que juntamente com o seu colega, Charles Best, conduziu as experiências que levaram à descoberta da Insulina em 1921. Hábitos saudáveis de vida e alimentação equilibrada são essenciais no tratamento e prevenção do Diabetes.  A Nutrição promove um controle não apenas glicêmico, mas restabelece o equilíbrio fisiológico, promovendo uma mel