17 de abril de 2013

Descoberto como obesidade causa doenças autoimunes...



A obesidade é geralmente associada com as doenças cardiovasculares e com o diabetes.
Menos conhecida é a conexão entre o excesso de peso e doenças autoimunes, quando o sistema imunológico passa a atacar o próprio corpo.
Esse conhecimento está agora se ampliando, com a descoberta de como essa resposta autoimune se dá - e com a forma de interrompê-la.
A chave pode estar em um elemento conhecido como IAM, inibidor de apoptose nos macrófagos - apoptose é a morte celular programada, e macrófagos são células do sistema imunológico.
Toru Miyazaki e seus colegas da Universidade de Tóquio identificaram o IAM (inibidor de apoptose nos macrófagos) na corrente sanguínea, associando-o à inflamação que ocorre nos tecidos gerada pela obesidade.

"Nosso estudo explica, pela primeira vez, como a obesidade provoca uma resposta autoimune inicial, nomeadamente a produção de anticorpos contra vários auto-antígenos, e também define uma molécula-chave neste processo autoimune," disse Miyazaki.

Agora eles descobriram que a supressão do IAM - fazer com que as células consigam voltar a programar sua morte normalmente - também pode evitar as doenças autoimunes.
Os pesquisadores verificaram que uma imunoglobulina natural, chamada IgM, aumenta no sangue de camundongos alimentados com uma dieta rica em gordura. O aumento de IgM resulta dos estímulos que os ácidos graxos induzem sobre as células do sistema imunológico. Além disso, a IgM liga-se ao IAM, e esse complexo é retido no sangue, em vez de ser excretado pela urina.
A equipe concluiu que a presença prolongada de IgM-IAM no sangue contribui para a produção de auto-anticorpos.
"Assim, a inibição do IAM pode ser usada como uma terapia para evitar não só a resistência à insulina e distúrbios metabólicos, mas também a autoimunidade sob condições de obesidade," concluiu Miyazaki.
Fonte: Diário da Saúde