7 de abril de 2013

Nutricionista dá dicas para quem vai disputar corrida em Goiânia...



Entrevista concedida à assessoria de imprensa da Caixa para etapa de abertura do Circuito da Caixa:

Goiânia - Sede da etapa de abertura do Circuito de Corridas Caixa 2013, em 7 de abril, Goiânia guarda algumas tentações para quem está se preparando para correr. Com uma culinária influenciada por mineiros, paulistas e índios, a cidade tem pratos como o empadão goiano e a pamonha. 

De acordo com a Dra. Cristiane Spricigo, nutricionista e especialista em nutrição esportiva, todas essas iguarias são permitidas, desde que consumidas com moderação e nos horários adequados. "Os goianos gostam muito de pamonha. O milho, em si, é rico em carboidrato, importante para quem corre, mas a pamonha leva muita gordura na preparação. Não é um prato que eu veto, mas sempre oriento os atletas a comer em horários regulares, não exagerar na quantidade. E, se possível, usar menos gordura ao preparar o alimento", ressalta a Dra. Cristiane, que faz um trabalho individualizado para esportistas e atende grupos de corrida como o Mulheres que Malham (MQM), sempre presente no Circuito Caixa.

Segundo a nutricionista, o ingrediente que não pode faltar no prato do atleta em preparação para uma corrida é o carboidrato. "É preciso incluir alimentos ricos em carboidratos, como pães, massas e outros, tanto ao longo do dia como antes do treino, em geral meia hora antes de ir correr", destaca. A hidratação constante, com água e líquidos contendo vitaminas e sais minerais, também é importante, principalmente numa região como Goiânia, com clima seco de cerrado.

Mas atenção: os cuidados dos atletas com a nutrição devem acompanhar o treinamento físico e procurar orientação especializada pelo menos um mês antes da prova que pretendem disputar. "O corpo demora pelo menos quinze, vinte dias para se adaptar a uma nova rotina alimentar. Muito pouco se pode fazer a uma semana da corrida", explica a Dra. Cristiane. "E, no dia do evento, o atleta não deve comer nada diferente do que seu normal. Se a pessoa não está acostumada a ingerir carboidrato em gel durante os treinos, não deve fazer isso durante a prova, também, ou o corpo pode estranhar e ter uma reação ruim."

Para quem vai disputar a primeira etapa do Circuito Caixa, que terá largada às 8 horas no Parque Areião, uma dica: "procure comer algo leve como um sanduíche de peito de peru", diz a Dra. Cristiane Spricigo.

Mais importante competição de corridas de rua do País, o Circuito Caixa celebra em 2013 dez anos de história, cinco deles em Goiânia. Passando por quatro das cinco regiões brasileiras, a competição conta com a chancela da CBAt. Suas 12 corridas somam pontos para o ranking brasileiro de corredores de rua. Os dez primeiros colocados no ranking, no masculino e no feminino, garantem o patrocínio da Caixa para 2014.