Pular para o conteúdo principal

Beber muita água faz bem para a pele?


É comum ouvirmos dizer que, para mantermos nossa pele fresca e saudável, é essencial beber bastante água.
As quantidades recomendadas variam, mas a mais comum de se ouvir é que se beba oito copos de água por dia.
Na realidade, um estudo publicado no ano passado mostrou que precisamos de dois litros de líquidos - mas não especificamente de água, devendo-se levar em conta também sucos, refrigerantes e a própria água contida nos alimentos.
Beber água para hidratar a pele
Mas, qualquer que seja o volume indicado, o grande argumento por trás do conselho continua o mesmo: beber água mantém sua saúde e, mais especificamente, sua pele hidratada.
Em outras palavras, a água funcionaria como uma espécie de hidratante que age de dentro para fora.
Com tantos mitos e "verdades" sendo disseminadas sobre a saúde, talvez você não se surpreenda com o fato de que, na verdade, existem pouquíssimas evidências para confirmar essa hipótese.
Uma forma óbvia de verificarmos o efeito da ingestão de água sobre a pele seria, por exemplo, separarmos um grupo de voluntários em duas metades. Uma receberia instruções para beber água o dia inteiro, a outra seria orientada a beber quantidades normais.
Um mês depois, a condição da pele dos participantes poderia ser avaliada para estabelecermos se beber mais água resultou, ou não, em peles mais suaves e saudáveis.
Na prática, estudos como esse são raros, em parte porque, como a água não pode ser patenteada, é difícil encontrar alguém disposto a financiar esse tipo de pesquisa - ela não produziria nenhum remédio ou cosmético capaz de cobrir os custos e gerar receitas e lucros para o financiador.
Um estudo que comparou o consumo de água mineral com água de torneira produziu resultados contraditórios, sem qualquer indício de alteração na quantidade de rugas ou na suavidade da pele dos participantes.
Desidratação
O que é certo é que a desidratação exerce forte efeito sobre a pele. Se você estiver desidratado, haverá uma perda de elasticidade da sua pele e ela demorará mais tempo para recuperar a forma normal após um teste tão simples quanto dar-lhe um beliscão e observar o retorno da pele à situação original.
Porém, se é verdade que beber menos água do que o necessário é ruim para a pele, isso não quer dizer que beber quantidades excessivas seja bom.
Isso equivaleria a dizermos que, porque a falta de alimento leva à desnutrição, então comer demais deve ser bom - comer além da conta leva à obesidade, com uma série de prejuízos bem documentados à saúde.
Por outro lado, pelo menos um estudo mostrou que beber água antes de refeição ajuda a perder peso.
Siga a sede
Então, de onde vem a recomendação de oito copos de água por dia para uma pele saudável?
Ninguém sabe.
O que se sabe é que, em situações específicas, como pessoas que já tiveram pedras nos rins, uma maior ingestão de líquidos diminui a chance de que os cálculos retornem.
Concluindo, não há evidências de que beber mais água do que o normal seja bom para a pele.
E tampouco existe uma regra definitiva sobre a quantidade ideal de água que devemos beber, já que isso depende do clima e do tipo de atividade que você está fazendo.
Mas todos nós temos um ótimo guia interno, capaz de ajudar bastante: a sede.
Fonte: Diário da Saúde

Postagens mais visitadas deste blog

Protocolo de Limpeza Intestinal...

O Protocolo de Limpeza Intestinal, é um manejo nutricional para a Modulação Intestinal e seu objetivo é promover injúria bacteriana. Ou seja, morte das bactérias por falta de nutrientes. A falta de proteína durante os 3 dias iniciais gera injúria nas proteobactérias, que não conseguem se multiplicar, tratando a SIBO e disbiose.  É uma estratégia para equilibrar a microbiota intestinal criada pelo professor Murilo Pereira que colocou um propósito em cada alimento e suplemento incluído, lindo demais! Aprendemos na formação em Modulação Intestinal. Ela promove uma limpeza de intestino delgado e grosso, ao contrário do uso de laxantes por exemplo que limpa apenas o intestino grosso. O manejo nutricional dura 15 dias, sendo os 3 primeiros os mais importantes e com maior restrição. Nestes dias, além da alimentação, a suplementação para Modulação da microbiota vai variar de acordo com cada paciente, se ele tem Resistência á Insulina ou Síndrome do Ovário Policístico, Síndrome

Bom dia!

É gente, o tempo não está correndo, está voando...O FINAL DO ANO ESTÁ CHEGANDO!! Faltam 10 segundas-feiras para darmos bom dia para 2020 e mais que isso, nós vamos virar a década!! Está na hora de começar a fazer planos, revisões, reflexões, mudanças programadas pro próximo ano e por aí vai. Por que você não começa HOJE a se planejar e se preparar? E a fazer mudanças que podem acontecer ainda em 2019? Instalar pequenos hábitos saudáveis na sua rotina ou até mesmo fazer alguma mudança mais importante que estava programada desde o ano passado e ainda não saiu do papel? Então, vamos lá! Aproveite o início da semana para fazer recomeços ou novos começos!

Dia mundial do Diabetes...

O Diabetes é a mais comum das doenças não transmissíveis com elevada prevalência e incidência crescente. Atinge já cerca de 415 milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil, estima-se que em 2040 haja um aumento para 642 milhões de pessoas atingidas pela doença. O número de brasileiros diagnosticados com Diabetes cresceu 61.8% nos últimos 10 anos e atinge atualmente quase 13 milhões de brasileiros. Para conscientizar e lembrar sobre a importância da prevenção da doença, a Organização Mundial da Saúde criou o Dia Mundial da Diabetes, desde 1991. A data, 14 de novembro, foi escolhida por ser o aniversário de Frederick Banting, o médico que juntamente com o seu colega, Charles Best, conduziu as experiências que levaram à descoberta da Insulina em 1921. Hábitos saudáveis de vida e alimentação equilibrada são essenciais no tratamento e prevenção do Diabetes.  A Nutrição promove um controle não apenas glicêmico, mas restabelece o equilíbrio fisiológico, promovendo uma mel