13 de maio de 2008

DIETA FUNCIONAL - PARTE III



DIET, LIGHT E ZERO

É preciso prestar muita atenção na hora de comprar um item diet, light ou zero. A pessoa precisa ler o rótulo com atenção. Light e zero não são a mesma coisa. Os produtos light contêm baixos teores de calorias, apresentando 25% a menos de açúcar, gordura ou outro nutriente em sua composição, enquanto nos itens zero, um ingrediente foi retirado 100%, como é o caso das gorduras trans em margarinas ou açúcar em refrigerantes.
Também no caso dos alimentos diets, próprios para pessoas com restrições alimentares como os diabéticos e hipertensos, determinado ingrediente é removido por completo. Em produtos para hipertensos, elimina-se o sódio. Para diabéticos, todo o açúcar. Em alguns alimentos em que o açúcar é retirado, aumenta-se a quantidade de gordura para compensar o sabor – caso do chocolate. Por isso, muitos itens dietéticos não são adequados para quem está fazendo regime, por exemplo.

ENRIQUECIDOS OU FORTIFICADOS

Também conhecidos como “adicionados de nutrientes essenciais”, são alimentos industrializados que recebem adição de certos minerais, vitaminas ou aminoácidos como cálcio, ferro, vitamina C, arginina, leucina, dentre outros. É um recurso muito utilizado em itens como a farinha de trigo (adição de ferro e ácido fólico) e o sal (adição de iodo). Também enriquecidos são os itens próprios para o público infantil, como os achocolatados e os sucos com vitamina C. Em todos esses casos, segundo a especialista, o objetivo é reforçar o valor nutritivo e prevenir ou corrigir deficiências na alimentação da população. Esses alimentos não são considerados funcionais.
NA HORA DE COMPRAR, FIQUE ATENTO AO RÓTULO. MUITOS PRODUTOS NÃO CONTÊM O COMPONENTE FUNCIONAL NA QUANTIDADE ADEQUADA PARA REALMENTE “FUNCIONAR” E FAVORECER SUA SAÚDE